Cerca de 90 pessoas ocuparam uma antiga sede do Clube de Regatas do Flamengo, no Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro, na madrugada desta terça-feira (7). Retiradas há menos de 15 dias de um terreno da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), na zona portuária do Rio, as famílias agora tentam se abrigar no Edifício Hilton Santos, que atualmente pertence ao grupo do empresário Eike Batista.

O prédio estava abandonado e o porteiro não conseguiu impedir a entrada do grupo, segundo informações da Polícia Militar. Duas equipes do Batalhão de Polícia Militar de Botafogo estão no local.

No último dia 26 de março, cerca de 300 pessoas foram expulsas de um terreno de 5 mil metros quadrados pertencente à Cedae, estatal de saneamento do Rio. Segundo a companhia, a área funcionava como uma garagem e estava processo de venda.