Uma batalha de cinco horas entre soldados camaroneses e rebeldes do grupo extremista Boko Haram fez milhares de civis fugirem da cidade de Kolifata, perto da fronteira com a Nigéria.

Segundo oficiais camaroneses, 143 rebeldes morreram no ataque extremista. Apenas um militar foi morto no combate. O Boko Haram, que surgiu no noroeste da Nigéria, tem aberto uma segunda frente de batalha no país vizinho.

Esta semana, o líder do grupo extremista, Abubakar Shekau, emitiu mais uma ameaça contra a ex-colônia francesa. "Vocês irão provar o que vem acontecendo na Nigéria", disse Shekau em um vídeo divulgado no Youtube. "Suas tropas não podem nada contra nós."

Militares camaroneses afirmaram que levaram o vídeo a sério e que estudam sua autenticidade. Em dezembro, o país lançou seus primeiros ataques aéreos a posições do grupo.

Fonte: Dow Jones Newswires.