Cerca de 1.500 militantes do PSDB participaram na manhã deste sábado (11) de um abraço simbólico na Praça da Liberdade, Região Centro-Sul de BH, em apoio ao presidenciável Aécio Neves (PSDB). O senador eleito pelo partido, Antonio Anastasia, ex-governador de Minas, conclamou os presentes a "não acomodarem" na reta final para o segundo turno das eleições, dia 26 de outubro e garantiu que em quinze dias Aécio será presidente do Brasil.

"Temos na nossa mão uma decisão fundamental. As pesquisas antes no primeiro turno não davam a Aécio uma posição favorável, mas ele foi para o segundo turno, já está á frente de Dilma Rousseff (PT) em várias partes do país e de uma semana para cá, estemos vivendo a onda pró-Aécio, nos Estados, em Minas, para responder ao desmando e à corrupção", disse Anastasia. "Peço empenho e senso crítico. Como dizia Tancredo neves, não vamos nos dispersar", acrescentou. Segundo o ex-governador, o PT usa "instrumentos maléficos" para fazer campanha, mas o tucano conta com o apoio da capital.

Estiveram presentes ainda o presidente da Assembleia de Minas, Dinis Pinheiro (PP), o deputado estadual Wander Borges (PSB), o deputado federal eleito Delegado Edson Moreira (PTN), as esposas do governador Alberto Pinto Coelho (PP), Célia Pinto Coelho, e do prefeito de BH - Marcio Lacerda (PSB) -, Regina Lacerda.
Segundo um dos organizadores do evento, o ex-secretário municipal extraordinário para a Copa do Mundo, Camilo Fraga, a convocação foi feita pelas redes sociais e teve como objetivo reunir simpatizantes e filiados do PSDB com camisas azul e amarela para "mostrar brasilidade". Na ocasião, foi lido um manifesto de apoio ao tucano mineiro.

Um grupo de cerca de 30 motociclistas abriu o ato com uma mobilização da Paraça do Papa até a Praça da Liberdade. Segundo o presidente da Associação dos Motociclistas de Minas Gerais, Fábio João Pinheiro, funcionário do comitê de Aécio, a ação foi "espontânea". "Nosso apoio se iniciou há quatro anos, na gestão Anastasia, quando abrimos as portas com esse grupo. Tivemos isenção total para capacetes, 400 placas vermelhas da BHTrans e 1.100 vagas para curso de motoboy. Somos mais de 20 milhões no Brasil e 213 mil só em BH e acreditamos que Aécio que tem uma gestão definida", contou.