Os natalenses começaram esta quarta-feira, 25, com um grande transtorno no transporte coletivo. Motoristas e cobradores de ônibus, em greve há 12 dias, decidiram parar toda frota. Nesta terça-feira, 24, ocorreu o dissídio coletivo da categoria, com a Justiça do Trabalho determinando um reajuste de 7%.

Segundo os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários, o que ocorre hoje não é uma "greve, mas um protesto" devido o baixo reajuste e a decisão da justiça de descontar os dias parados pela paralisação.