A principal delas, garante o engenheiro Demétrio Venício Aguiar, funcionário da empresa de energia elétrica de Minas Gerais, é escolher produtos de boa qualidade, que tenham o melhor nível de isolamento possível. Ele recomenda que só sejam usados dispositivos aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).
 
As famosas gambiarras, como a instalação de muitos enfeites na mesma tomada, os chamados adaptadores e multiplicadores, mais conhecidos como Ts ou benjamins, devem ser evitadas. “Esses produtos provocam sobrecarga e, consequentemente, o mau funcionamento dos aparelhos, podendo causar choque elétrico e princípio de incêndio”, explica Demétrio Aguiar. 
 
Ele diz ainda que enfeites antigos, incompatíveis com o novo padrão de plugues e tomadas adotado no país, que exige adaptadores, oferecem riscos de acidentes.
 
É preciso também, alerta, estar mais atento às crianças nesta época do ano, já que elas ficam encantadas com as inúmeras luzinhas acesas por todos os lados para celebrar o Natal e a chegada do Ano Novo. Muitos pequenos tendem a querer tocar essas luzes quando estão sozinhos, longe dos olhares dos pais ou responsáveis. 
 
Diante desse risco, avisa o engenheiro da Cemig, é necessário que os pais saibam orientá-los a evitar contato e aproximação com as instalações elétricas. Não são raros os casos de crianças que se acidentam de forma grave por descuidos que poderiam ter sido evitados, muitas vezes, dentro da própria casa.
 
Para a instalação de conjuntos luminosos nas fachadas de prédios com potência mais elevada, a Cemig orienta que seja contratado o serviço de um engenheiro, técnico ou eletricista, que possa dimensionar a fiação necessária e a proteção do circuito, com base na carga a ser ligada.
 
Há o risco também, alerta a empresa, de a iluminação ser instalada próximo à rede elétrica e, em caso de chuva forte com vento, o material tocar a fiação e provocar curto-circuito.
 
CHOQUES
 
De uma maneira geral, a Cemig orienta que é importante instalar a decoração de Natal a uma distância mínima da rede, para evitar choques elétricos. A empr a lembra queocorrências registradas dentro do imóvel devem ser resolvidas por um eletrecista particular. Para ocorrências na rede externas, os consumidores podem ligar para o telefone 116.