Mesmo depois do próprio presidente da Fiat, Sergio Marchionne, recomendar que o consumidor não compre o 500e (a versão elétrica do subcompacto), devido ao seu alto custo de produção, a marca italiana não resistiu ao apelo da proximidade da estreia de “Star Wars – O Despertar da Força” e apresentou nessa terça (24), durante o Salão do Automóvel de Los Angeles, uma versão personalizada do carrinho, o Fiat 500 Stormtrooper.

Trata-se de um 500e, o modelo elétrico da marca, customizado com as cores e estilo do capacete dos Stormtroopers, a tropa de elite do Império Galático, da saga cinematográfica “Guerra nas Estrelas” (“Star Wars”).

Com a proximidade da estreia mundial da nova sequência, marcada para 17 de dezembro, a Fiat encomendou à Garage Italia Customs a personalização do 500e, que, além de película, ganhou calotas pretas, pneus bicolores especiais e o emblema dos Stormtroopers.

Por dentro, o 500 Stormtrooper também segue a mesma linha em preto e branco, com o capacete de soldado bem no centro do volante, e o logotipo da saga no painel.

O 500 Stormtrooper é o mesmo 500e, movido apenas por um propulsor elétrico, baterias de íons de lítio e módulos eletrônicos de gerenciamento do fluxo de energia.

Segundo a FCA (Fiat Chrysler Automobile), o 500e entrega 20,4 kgfm de torque e 113 cv de potência máxima. A aceleração de 0 a 100 km/h se dá em 9 segundos, com velocidade máxima de 140 km/h. A montadora garante que o modelo alcança os 160 quilômetros de autonomia.

O carro vem equipado ainda com direção com acionamento elétrico, ar-condicionado, controle de tração e de estabilidade, freios ABS, entre outros. O carregamento completo das baterias do 500e pode ser realizado em aproximadamente quatro horas.

Atualmente, o 500e só é vendido na Califórnia, nos Estados Unidos, ao preço médio de US$ 32,6 mil (contra US$ 17,3 mil do 500 a gasolina).