A General Motors lançou a linha 2016 da Chevrolet Montana, que chega sem novidades e R$ 1.000 mais cara, ao preço de R$ 43.550 na versão LS e R$ 53.050 na Sport. Em meio a especulações sobre o desenvolvimento de uma nova geração construída sobre a base da dupla Onix e Prisma, a marca manteve a picape tal como foi lançada em 2010, quando chegou à segunda geração.

A falta de novidades é um reflexo da condição de coadjuvante do modelo, que nunca conseguiu fazer frente às líderes Fiat Strada e Volkswagen Saveiro, ambas com opções de cabines estendida e dupla, ao contrário da Chevrolet, que só oferece cabine simples. Em 2015, a Montana emplacou até julho, 16.702 unidades, contra 63.466 da Strada e 38.081 da Saveiro.

De novo, só a função Tilt Down para os retrovisores externos, que nada mais é que aquele recurso que inclina automaticamente os espelhos externos quando se engata a ré, para facilitar a baliza.

De resto, só penduricalhos, como tapetes em espuma de vinil acetinado (E.V.A), que fica sobre o protetor de caçamba convencional, em plástico. Segundo a marca, o tapetinho reduz ruídos e é mais fácil de limpar. Outro acessório é o suporte para bicicletas que se prende junto à tampa da caçamba. E nada mais!

Lifan promove plástica de atualização no utilitário-esportivo X60, que parte de R$ 60 mil

A Lifan acaba de atualizar seu utilitário-esportivo (SUV) X60, que figura como uma das opções mais baratas do mercado. O jipinho passou por uma pequena plástica, que lhe garantiu nova grade dianteira e redesenho dos para-lamas, além de novas rodas aro 18 e forração em material sintético nos bancos.

A parte mecânica não sofreu alterações, seguindo com a unidade 2.0 16v de 128 cv e câmbio manual de cinco marchas, sem opção de tração nas quatro rodas.

O utilitário chinês é oferecido em duas versões, partindo da Talent, com preço sugerido de R$ 60 mil. A Top, que acresce teto solar, custa R$ 64 mil. Com mais R$ 3.700, dá para levar um EcoSport SE 1.6, que sem dúvida é muito mais negócio!