A Seleção Brasileira está em São Paulo para o amistoso de sexta-feira (6), contra a Sérvia, no Morumbi. O voo da delegação pousou por volta das 18h25 de quinta (5), em Congonhas, e o ônibus chegou ao hotel Transamérica, na zona sul da cidade, às 19h09, recepcionado por cerca de 30 pessoas, com maioria de mulheres.

Houve histeria coletiva quando Neymar caminhou rumo ao elevador, acenando rapidamente para as fãs. Com 150 policiais e 50 oficiais do Exército envolvidos no trajeto do aeroporto ao hotel, a maioria dos jogadores passou distante dos torcedores, limitando-se a sorrisos.

Só Hernanes deixou sua mala no chão e foi na direção dos fas quando viu uma camisa do São Paulo, clube que o formou. O meio-campista assinou o uniforme e posou rapidamente para fotos, antes de seguir as recomendações e partir na direção de seu quarto.

A delegação brasileira está em um andar isolado dos demais hóspedes, que não tiveram contato com os atletas na chegada. Entre os jogadores, ainda não estava Oscar, liberado desde a noite de quarta para acompanhar o nascimento de seu filho. Luiz Felipe Scolari vai conversar com o meia para decidir se vai utilizá-lo contra a Sérvia.

O amistoso, marcado para as 16h (de Brasília) é o último na preparação do Brasil para a Copa do Mundo. Terminado o jogo, os atletas voltarão ao Rio de Janeiro e terão o sábado de folga, antes de retornar ao trabalho no domingo. A estreia no Mundial está marcada para o dia 12 de junho, contra a Croácia, no estádio do Corinthians, em São Paulo.