O óleo essencial de gerânio é ideal para a reconexão da energia feminina. Contra as cólicas menstruais, nada melhor que pingar algumas gotas de sálvia esclareia no difusor e inalar o perfume de propriedades curativas. Já o de lavanda pode ajudar neste momento de pandemia, trazendo maior serenidade e combatendo a ansiedade no dia a dia. E, antes de dormir, um pouco de eucalipto usado na hora do banho (pingos no box do banheiro) é convite ao descanso.

Com as mulheres fazendo “dupla jornada” em casa durante a pandemia, trabalhando de forma remota e cuidando dos afazeres domésticos, os óleos essenciais podem fazer a diferença para a saúde. Para explicar os seus benefícios, a aromaterapeuta integrativa Elziane Paim participou de live promovida pelo Hoje em Dia, em bate-papo com a editora-chefe Iracema Barreto. 

“O óleo vai apoiar a mulher neste entendimento do seu momento e trazer equilíbrio para se compor um bem-estar no dia a dia”, destaca Elziane.

Não basta, porém, pesquisar na internet e encomendar o produto. Sem o devido cuidado, a experiência pode ser frustrante. “Não só porque é natural que ele pode ser usado em grande quantidade, o tempo inteiro ou aleatoriamente”, alerta.

Ela salienta que a chave para escolher o óleo essencial ideal é experimentar algumas gotas antes de fazer a compra. Como o olfato está muito ligado à memória, o aroma pode trazer à tona uma lembrança desagradável, que pode ser percebida até de forma inconsciente. “Como cada ser humano é único e especial, com uma história particular, um óleo essencial pode ser bom para você e não ser para outra pessoa”, explica.
 
ÁLCOOL EM GEL
O óleo essencial pode ser usado de diversas formas - a menos comum é passar diretamente na pele, pois há tipos que provocam irritação. Em tempos de pandemia, o indispensável álcool em gel pode ser uma boa alternativa. 

“A quantidade de óleo essencial tem que ser segura para o seu uso. Para o rosto, você vai usar uma quantidade, e para o corpo já e outra”, assinala Elziane. Os pés costumam receber muito bem estas substâncias, especialmente aqueles destinados para o momento de dormir, como a lavanda.

O óleo da planta de flor roxa e cheiro muito característico, por sinal, juntamente com o de alecrim e de hortelã-pimenta, é uma espécie de curinga na aromaterapia. São os “cura-tudo”. O de lavanda surge como um importante antídoto à angústia provocada pela pandemia. “Ele traz equilíbrio, serenidade, paz no coração, conforto, relaxamento e ajuda na organização dos pensamentos e na tomada de decisões”, indica a aromaterapeuta.