Da Redação



O Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais concedeu ao historiador Dário Teixeira Cotrim o Diploma de Sócio Emérito pelos serviços prestados à Casa de João Pinheiro. O presidente da instituição, Fernando Antônio Xavier Brandão, em carta dirigida ao homenageado, disse-lhe: “Durante todos os anos da nossa convivência, aprendi a admirá-lo pela sua invejável cultura de pesquisador e historiador, especialidades que o senhor domina com virtuosismo. Todos os sócios do IHGMG têm grande admiração pelo senhor, fonte permanente de nobreza de caráter e de exemplo de trabalho”.



O historiador Dário Teixeira Cotrim goza de raro privilégio no Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais. Ele é respeitado pelos trabalhos que vem produzindo, com pesquisas históricas sobre a cidade de Montes Claros e de todo o estado. Os seus livros têm sido procurados por pesquisadores e estudantes e utilizados nas escolas universitárias. É o atual diretor da Biblioteca Pública Municipal “Antônio Teixeira de Carvalho”, de Moc, onde vem desenvolvendo vários trabalhos culturais em benefício dos estudantes.



O título de sócio emérito, fruto do reconhecimento pelo trabalho já produzido, coroa o esforço e a dedicação do historiador com a história montes-clarense e mineira. Com 18 ivros publicados, Dário está entre aqueles que mais produziram livros de pesquisas. Sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros, onde ocupa a presidência da instituição, tem contribuído com a história de Montes Claros na publicação da Revista do Instituto. No mês de maio está prevista o lançamento do quinto volume da Revista do Instituto, com textos de vários acadêmicos.



Dário Cotrim é articulista nos três jornais de Montes Claros, publicando cinco textos semanalmente. Ele prepara para apresentar ao público montes-clarense a sua primeira peça teatral: O Cemitério das Loucas, em fase de treinamento. O livro do mesmo nome será lançado no dia da estréia da peça.