Faltam poucos dias para o Carnaval e muitos foliões só pensam em como arrasar na make para a folia. Para brilhar e se destacar no meio da multidão sobram glitter, cílios postiços, tintas e sprays. Mas os médicos alertam que alguns cuidados são necessários para evitar lesões nos olhos. 

“O excesso de maquiagem ou glitter pode arranhar o cristalino. Além disso, quem tem alergia deve ter cuidado redobrado. São comuns irritações nas pálpebras, pele e olhos. Nesses casos, o recomendado é suspender o uso imediatamente”, orienta o oftalmologista Aquiles Gontijo.

E se o glitter, a lantejoula e/ou a purpurina forem parar dentro dos olhos, o que fazer? 
“Em caso de corpo estranho, o ideal é lavar com soro fisiológico até que saia completamente. Caso não melhore e a pessoa sinta que a pálpebra está arranhando durante o piscar, é preciso procurar um médico”, aponta Aquiles.
 
VALE COMPARTILHAR?
Maquiagem é um item pessoal. O ideal é não dividi-la, mas caso não seja possível, a dica do oftalmologista é observar antes se a pessoa possui alguma secreção nos olhos. Outro cuidado é em relação à maquiagem vencida, que pode causar alergias e irritações nos olhos.
 
CÍLIOS POSTIÇOS
Muito utilizados para valorizar a make, os cílios postiços devem ser utilizados apenas uma vez e com cola própria, a fim de não causar danos nos olhos. Na hora de retirá-los, certifique-se de que toda a cola saiu. Para remover, também pode-se fazer o uso de xampu de bebê, massageando gentilmente a região.

Já as pinturas faciais conferem um diferencial à maquiagem carnavalesca. Com elas, você pode abusar da imaginação e ser quem quiser: o animal preferido, o personagem de um anime... Mas vale repetir a dica: se cair nos olhos, o recomendado é lavar abundantemente com soro.

Se você optar por mudar a cor dos olhos para dar uma diferenciada no visual, tenha cuidado. É fundamental retirar a lente antes de dormir, pois durante o sono ela tende a ressecar e endurecer, o que pode causar feridas e até uma infecção.
 
SPRAY
Bastante comum nessa época do ano, o spray contém químicos agressivos para os olhos. Se houver contato, é necessário fazer uma lavagem com soro. Caso a irritação persista, é preciso procurar um atendimento oftalmológico.
 
CUIDADO COM O SORO 
Utilizar soro fisiológico pode ajudar em muitos casos, mas só quando o produto está novo. Se a embalagem for antiga, pode estar contaminada e agravar a complicação. 
Claro que, em dias de festa, ninguém quer passar as horas de folia no plantão médico, mas é preciso evitar a negligência.

“Quando a pessoa chega ao consultório, o problema muitas vezes já está avançado. Às vezes, é coisa simples, que antes poderia ser resolvida com um colírio. Então, nunca fique empurrando a situação com a barriga. Se necessário, procure atendimento médico”.

Por fim, abuse dos óculos de sol. Além de comporem o visual, protegem a retina e auxiliam na proteção mecânica, como algum esbarrão. 
*Estagiária sob supervisão de Cássia Eponine