Liberado pelo Departamento Médico do Atlético e “livre” do novo coronavírus, o lateral-direito Guga não vê a hora de voltar a ajudar o alvinegro dentro das quatro linhas. Domingo, a partir das 18h15, ele deve ser acionado pelo técnico Jorge Sampaoli para o duelo contra o Internacional, no Mineirão.

Um dos reforços que o comandante argentino terá no fim de semana – o treinador e a comissão técnica também ficaram em quarentena devido à Covid-19 –, Guga sabe que a parte física será o grande desafio nesta volta.

“Claro que a gente treina com muita intensidade, mas é diferente. Temos que ter muita sabedoria para saber lidar com esse jogo. Tem muitos jogadores que ficaram parados. Temos que ter muita sabedoria para saber levar os 90 minutos. A gente sabe que é normal, que vai acontecer da gente cansar um pouco mais rápido”, destacou o lateral durante a coletiva remota de ontem).

“Estou feliz em voltar aos treinos. Foram dez dias (sem treinar), mas parecia que tinha durado um longo tempo. Foi uma semana de muito trabalho. A gente sabe a importância que tem este jogo. Daqui para frente, todo jogo vai ser decisivo para a reta final do campeonato”, acrescentou.
 
MOMENTO DO INTERNACIONAL
Se antes o Internacional era um grande concorrente do Galo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, no momento, as coisas mudaram. Desde a saída do técnico Eduardo Coudet, que acertou com o Celta de Vigo, da Espanha, Abel Braga não conseguiu manter o Colorado com a mesma força e intensidade.

Há seis partidas sem vencer no Brasileirão e derrotado pelo Boca Juniors, da Argentina, em casa, pela Libertadores, na última quarta-feira, o time gaúcho chega a Belo Horizonte pressionado por um triunfo. Quarto colocado, com 37 pontos, o Inter tem cinco a menos que o Atlético.

“Sabemos que o Internacional não está em um momento bom. Temos que aproveitar, mas sabemos que é uma equipe muito qualificada, difícil de ser batida. O plantel não mudou, e a gente sabe a capacidade deles. Temos que levar o jogo com muita concentração e foco para que possamos fazer o nosso jogo”, finalizou Guga.