Hoje é o último dia para que os candidatos selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição junto à instituição em que foi pré-selecionado. 

Segundo o Ministério da Educação (MEC), é de responsabilidade do candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a conferência das informações.

A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, na reprovação do candidato.
 
SEGUNDA CHAMADA
Após esse processo, se restarem vagas, o MEC solta a segunda chamada, prevista para 3 de agosto. Os selecionados nessa etapa deverão comprovar as informações entre 3 e 11 de agosto.

Candidatos não selecionados na primeira e segunda chamadas poderão manifestar interesse pela lista de espera, nos dias 17 e 18 de agosto. A divulgação da lista de espera para as instituições de ensino ocorrerá em 20 de agosto e a comprovação das informações deverá ser feita de 23 a 27 de agosto.
 
BOLSAS
De acordo com o MEC, nesta edição foram ofertadas 134.329 bolsas. São 69.482 bolsas integrais e 64.847 parciais, em 10.821 cursos ministrados em 952 instituições de ensino superior da rede privada.

Para concorrer a bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. No caso de bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos, por pessoa.

O Prouni é voltado para estudantes brasileiros que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Enem 2020 e obtido, no mínimo, 450 pontos de média nas provas. O estudante também não pode ter tirado zero na redação.
*Com Agência Brasil