O isolamento social provocado pela pandemia do Covid-19 tem impactado muito o setor cultural, que vem também se reinventando, a exemplo de outras áreas. 
 
Apresentações em espaços lotados deram lugar às concorridas lives, em palcos online já amplamente utilizados também por outros artistas e produções. 
 
Nesse novo caminho de fazer e levar cultura e arte à população, o espetáculo “A Última Noite”, escrito pela atriz, diretora, produtora e educadora Édila Thais, de 23 anos, e roteirizado pelo ator e dramaturgo João Rosa, 22, ganhou as telas.
 
O trabalho aborda o aumento crescente de casos de violência contra a mulher, agravada pelo confinamento. 
 
“O espetáculo aborda o aumento da violência doméstica durante a quarentena e retrata o cotidiano de uma mulher confinada com seu marido e agressor”, diz Édila.
 
A produção será encenada ao vivo neste sábado, 27, às 21h, pelo canal Teatro e Performance, no YouTube. Em isolamento, e seguindo as normas de precaução sanitária da OMS, os atores entram em cena e dramatizam a angústia e o sofrimento por que passam essa mulher, que simboliza inúmeras brasileiras que têm no parceiro um algoz.
 
Para o ator João Rosa, é desafiador interpretar um personagem tão diferente dele em personalidade e comportamento. “É uma tarefa complexa retratar o que o personagem prega enquanto você é totalmente contra o seu discurso”, revela.
 
Sobre as dificuldades de realizar um filme on-line, Édila diz que juntos têm que lidar com o recurso da transmissão ao vivo de um trabalho com temática tão relevante e necessária. “A cada dia, a cada ensaio descobrimos mais possibilidades e está sendo muito enriquecedora essa experiência”.
 
A atriz Édila Thais tem no currículo participação nos espetáculos “O pó do véio e Criado com vó”, do Grupo Ânimo; “A Ratoeira”, da Cia Chica Francisca”, “Entre 4 paredes”, da Cia. Catarse. 
 
João Rosa atuou em peças como “Antônio meu santo” e “A Ratoeira”, da Cia Chica Francisca; além de “Entre 4 paredes” - Cia Catarse, “A Caravana da Ilusão” -Grupo GEPETI, entre outros. Também é autor do texto dramático “Clock, a máquina do tempo” e vencedor do 9º Prêmio Jovens Dramaturgos do SESC.
 
Live no Youtube
Quando: Dia 27/06
Tema do Teatro: Violência doméstica
Link do trailer do espetáculo: https://www.youtube.com/watch?v=vqj6ogwcscI&t=9s