Ao longo da história da vestimenta e, depois, da moda propriamente dita, os decotes tiveram papel importante no adorno das roupas, dos mais conservadores aos mais ousados, apresentando a percepção dos corpos femininos em cada época. Esses recortes na parte superior da peça, do vestido à blusa, desde os anos 2000, vêm passando por sucessivas releituras do que esteve em alta no século 20. No momento atual, a exemplo das temporadas de Verão e Inverno 2021, são os profundos, muito ligados aos anos 70 e 90, que aparecem nas coleções.

Decotes

(1) Vestido longo da coleção de Inverno da Kalandra explora mangas bufantes combinadas com decote discreto; (2) Da Amaro, conjunto de blusa decotada e com mangas volumosas e calça jeans e (3) Lembrando bastante os looks power dos anos 80, conjunto da Lore une saia curta, decotão e ombros em destaque

Esse tipo de decote cai como uma luva para aquelas do estilo sensual, conforme preceitos da Consultoria de Imagem. Valorizar atributos físicos e marcar o corpo sem estar insegura com o que usa são características de quem se encaixa neste perfil. Geralmente, são mulheres fortes e confiantes. No entanto, apesar de todos esses conceitos, um decote bem feito em consonância com o restante do visual pode causar impacto positivo até para quem torce o nariz para o detalhe.

Decotes

(1) Da coleção resort da PatBo do Verão 2021, vestido longo tem decote profundo e recorte nas laterais; (2) Vestido Eduardo Amarante para Lança Perfume e (3) Vestido da Alphorria tem decote profundo mas em modelagem diferente, moderna

Efeito alongador 

Afinar a silhueta, em função da percepção visual de verticalidade, é uma das vantagens do decote mais democrático de todos, o decote V. Tem também efeito alongador, já que as linhas retas promovem a sensação de que a mulher é mais alta.

Além desses recursos - os quais também possui o decote profundo, geralmente desenhado e confeccionado em V -, pode-se citar como benefícios: a valorização do colo, sem aumentar o volume dos seios; o estreitamento de ombros e o alongamento de pescoços curtos. É boa pedida para todas as medidas de busto, desde que o sutiã esteja adequado para seu tamanho, a fim de garantir conforto e bem-estar.

“Esse tipo de corte me remete a tantas mulheres que conheci, independentes e capazes de realizar e fazer acontecer aquilo que sonham”, destaca o estilista mineiro Eduardo Amarante.

Decotes

(1) Da coleção de Inverno da PatBo, apresentada na New York Fashion Week, vestido midi combina decote com ombros destacados; (2) Da Sclub, vestido tem uma saia mais curta e outra aberta, longa e sobreposta, combinando bem com o decote e (3) Vestido da Romaria consegue ser sóbrio e, ao mesmo tempo, revelar com o decote

Produções equilibradas

O decote mais generoso deve valorizar o colo, mostrando uma parte dos seios, porém, é preciso observar se o look não está vulgar. Observe se ele termina antes do umbigo e se o restante da roupa harmoniza com o detalhe que chama tanto a atenção.

"O segredo para arrasar nos looks é criar produções visualmente equilibradas. Ou seja, já que o colo estará mais à mostra, o ideal será escolher a parte de baixo mais longa, seja por meio de uma calça, saia, vestido ou macacão, por exemplo”, afirma a diretora criativa da Skazi/Sclub, Ana Paola Murta.

Decotes

(1) Modelo da coleção da Skazi explora decote + fenda; (2) De Eduardo Amarante para Lança Perfume, macacão combina parte de cima decotada e calça comprida e (3) Macacão de Victor Dzenk aposta no decote até o umbigo com calça ampla e confortável

Leia mais sobre moda: 

Fuja do 'bad hair day': aprenda como reduzir o frizz dos cabelos em 4 passos

Você sabia que o rabo de cavalo pode danificar os cabelos? Entenda o motivo e previna problemas

Inverno das cores: marcas mineiras apostam na vivacidade dos tons para alegrar estação fria

Saiba quais tendências de moda da Semana de Alta-Costura de Paris vão aparecer no street style