Tradição sobretudo nos Estados Unidos, o Halloween, celebrado neste sábado (31), guarda uma série de curiosidades que pouca gente sabe, para além das fantasias inusitadas e de mitos que envolvem bruxaria e maldição.

No Halloween comemora-se o Samhain, festival de origem celta que marca o fim da temporada de colheita. Acreditava-se que, nesta época, a fronteira entre o mundo espiritual e o mundo físico ficasse mais fina, digamos, fazendo com que espíritos aportassem na terra. Reza a lenda, que é por esta razão que muita gente, ao comemorar, se fantasia com indumentárias espantosas, capazes de colocar medo até no mal.

A brincadeira dos "doces ou travessuras", por sua vez, foi cunhada nos Estados Unidos. Já, por aqui, em solo brasileiro, embora a tradição não seja mantida por todos, há quem se divirta com a Festa das Bruxas.

A rede de fast-foods Burger King, por exemplo, lançou um desafio que vem lotando unidades do Brasil todo, incluindo as da capital mineira, neste sábado. O convite era o seguinte: quem comparecesse a uma loja usando uma vassoura como meio de transporte levaria para casa, de graça, um hambúguer.

Fila na unidade da avenida Cristiano Machado, em BH:

Confira outras curiosidades sobre o Halloween:

  • Verdadeiro significado

A palavra Halloween é a abreviação da expressão "All Hallows’ Eve", que significa "noite de todos os santos". A grafia correta seria Hallowe’en, mas já ficou tão popular escrever Halloween, que a forma correta é que se tornou estranha.

  • Jack O’Lantern

Símbolo da data, as abóboras decoradas surgiram a partir da lenda irlandesa do Jack O’Lantern. Jack era um alcoólatra que vivia importunando as pessoas. Em um 31 de outubro, ele teria bebido tanto que acabou morrendo, indo se encontrar com o diabo. Neste encontro, ele teria conseguido trapacear e ganhado a oportunidade de viver mais três anos. Vagando pela escuridão, local a que foi destinado, pôde usar apenas uma chama. Jack O’Lantern, então, teria esculpido um nabo e colocado uma vela lá dentro. Assim, todos os anos, no Halloween, o personagem regressa para importunar os vivos. Mas quem tiver uma abóbora no quintal não sofrerá nenhum tipo de infortúnio.

  • "Trick or treat"

Esta é a expressão mais utilizada pelas crianças, que vão de porta em porta pedir doces ou travessuras - quando as guloseimas lhes forem negadas. O costume também vem dos povos de religiões celtas, que, após a colheita, pediam para as crianças colherem provisões em nome da Deusa Muck Olla. Quem não contribuisse, sofria com travessuras de espíritos brincalhões. Hoje, a prática é tão levada a sério nos Estados Unidos que existem estados que limitam a participação para adolescentes com mais de 12 anos.

Abóbora Halloween

Data é tradição sobretudo nos Estados Unidos e em países da Europa; no Brasil, também é Dia do Saci

  • Por falar em doces

No Halloween, os americanos chegam a consumir cerca de 2 quilos de doces e as crianças, 7 mil calorias. Levantamentos realizados no país mostram que são gastos R$ 2,8 bilhões com os mimos que serão distribuídos.

  • Ver uma bruxa à meia noite?

Dentre as várias histórias de terror que mexem com o imaginário infantil, há a lenda da bruxa da meia-noite. Segundo a lenda, quem usar roupas ao contrário e andar de trás para frente na noite do Halloween, à meia-noite, verá uma bruxa de verdade. Será?

*Com informações da Mind Idiomas

Leia mais:

Bruxas sem Halloween: seguidoras da doutrina wicca fazem ritual em comunhão com a terra