Seria surpreendente se o anúncio partisse de outro estúdio que não fosse a Naughty Dog. Mas fato é que "The Last of Us: Part II" não chegará no final de maio para PS4. Segundo a produtora o cancelamento se deve à pandemia do coronavírus Covid-19, que comprometeria a publicação do game. 

Trata-se de uma desculpa pouco convincente uma vez que o jogo está pronto. Originalmente deveria ser publicado em 21 de fevereiro, mas o estúdio decidiu adiar para 29 de maio, para aparar arestas e deixar o game bem polido. 

Mas, de acordo com o estúdio, o atraso é culpa da pandemia. A Naughty Dog afirma que finalizou a produção mas seria melhor aguardar até as coisas acalmarem, uma vez que a pandemia comprometeu a logística de distribuição e poderia atrapalhar a experiência dos consumidores. Realmente o Covid-19 pode ser um empecilho na distribuição de mídias físicas (discos), que poderiam sobrecarregar empresas de logísticas com itens não essenciais nesse momento. 

 

Mas é sabido que as vendas em disco correspondem a menos de 20% do varejo de games, que a esmagadora maioria das vendas são digitais. Em 2018 as vendas em formato físico já tinham despencando para 17%, de acordo com o site de estatísticas de mercado Statista. De lá para cá o predomínio das versões digitais só vem subindo.

PS5
Há quem diga que o atraso faz parte de uma estratégia para soltar o jogo junto com o PS5, o que poderia ser uma grande jogada de marketing. Mas o histórico de atrasos da Naughty Dog é vasto. "Uncharted 4: A Thief`s End" foi adiado pelo menos três vezes. 

O game seria publicado no final de 2015, depois foi adiado para março de 2016, novamente para abril e só chegou no dia 10 de maio daquele ano. Em 2013, a produtora também adiou o lançamento do primeiro episódio de "The Last of Us", que chegaria em maio e foi adiado para junho.

O problema é que agora nem previsão há. Problema que também ocorreu com "Cyberpunk 2077", e deixou os consumidores que compraram o game antecipadamente sem saber quando irão receber o produto.