Fantasia, maquiagem, enfeite de cabelo e... chuva! Quem escolheu Belo Horizonte – cidade que, conforme o Ministério do Turismo, deve reunir o terceiro maior público do país – como destino para o Carnaval deve se preparar para curtir a folia com o “adereço” extra, que promete não só refrescar do calorão, mas colocar a saúde à prova. 

 

A previsão da meteorologia é de chuva nos quatro dias de festa. Por isso, vale ficar de olho nos alertas da Defesa Civil pelas redes sociais através do perfil @defesacivilbh para evitar áreas de risco.

Para quem já estiver debaixo da intempérie, a dica é adaptar a fantasia – que, neste caso, deverá incluir capa ou guarda-chuva –, sem esquecer de caprichar na alimentação para reforçar a imunidade.

“Dentre os nutrientes que não podem ficar de fora estão, principalmente, os antioxidantes. Sucos ricos em vitamina C, como limão, laranja e até o de tomate, são excelentes”, ensina a nutricionista Natália de Carvalho Teixeira, coordenadora do curso de Nutrição das Faculdades Kennedy (confira outras dicas na arte no fim da matéria).

As recomendações incluem ficar atento ao cardápio de antes, durante e depois da folia para não permitir que o excesso de bebida alcoólica e a alimentação desregrada combinados à exposição a chuva e agentes infecciosos que circulam nas multidões levem ao adoecimento. 

Hidratação

Nutrólogo na Unimed-BH, Flávius Marinho Vieira também chama a atenção para a importância da hidratação, que deve ser feita com água, água de coco ou suco natural o dia todo.

A regra, ensina, é válida principalmente durante o consumo de bebidas destiladas, que merecem atenção especial: um copo de água para cada copo de álcool.

“Ovos, carnes e castanhas também são ricos em microelementos que ajudam a melhorar a imunidade, servindo tanto com fonte de energia quanto de saúde”, coloca o especialista.

Segurança

Folião que é folião também não deve se descuidar da segurança nos bloquinhos. Para garantir que tudo saia conforme o esperado, vale ficar atento a carteira ou bolsa, que devem ser mantidas sempre junto ao corpo, e ao pagamento feito principalmente a ambulantes.

“Prefira levar dinheiro, pois há criminosos que se passam por ambulantes e acabam trocando os cartões e utilizando-os em máquinas adulteradas”, orienta o especialista em segurança do Grupo GR Rogério Rodrigues.

Confira mais dicas:

Guia de Carnaval

Clique para salvar ou ampliar