Em março a Bethesda lançará “Doom: Eternal”, segundo game da atual fase da franquia. O título dará sequência ao frenético título de 2016. E para ter uma mostra de como ele será, a distribuidora publicou um novo trailer com narração em português. Mas antes de o novo “Doom” chegar, a empresa resolveu dar um banho de loja nos títulos originais, lançados em 1993 e 1994. 

A Bethesda disponibilizou uma atualização para as edições de PS4 e Xbox One, além das versões atuais para PC, que trás melhorias como aumento da troca de quadros, que salta de 35 para 60 fps, o que torna a visão mais dinâmica e atenua as “imperfeições” da resolução original.

Visualmente não há mudanças, mas o game ficou mais dinâmico, sem atrasos nas trocas de frames. Outra novidade é que o jogador pode salvar e carregar o game sem precisar ir até o menu. Basta pausar e pressionar o gatilho direito superior do joystick R1 (no PS4) e RB (no Xbox One). 

No PC, basta teclar ‘R’. Para carregar, basta pressionar o gatilho do lado esquerdo, ou a tecla ‘L’, do PC. Há também um atalho rápido para armas que é um grande auxílio quando hordas se aglomeram na tela.

Add-ons

Também foram liberados os Add-ons, que são estágios criados por fãs e desenvolvedores independentes, há inclusive um estágio desenhado por John Romero, um dos criadores de “Doom”. São fases ácidas, cheias de armadilhas, que exigem que os jogadores sejam rápidos nos comandos. E o melhor, custam só R$ 15,50.