Até quem nunca engravidou sabe que o corpo da mulher passa por diversas transformações à espera de um filho e que, à medida que a barriga cresce, as dúvidas sobre o que vestir aumentam. Há quem exagere nos investimentos no guarda-roupa, como Meghan Markle, que teria gasto R$ 2,3 milhões em 75 looks utilizados na gestação do primogênito. No entanto, dicas valiosas podem trazer economia no período. 

Segundo estimativas do site britânico Page Six, a duquesa de Sussex comprou especialmente de grifes como Givenchy e Valentino. O vestido mais caro teria custado US$ 13,2 mil. Já a peça mais barata foi um casaco da gigante H&M, de US$ 35. Os estoques da peça esgotaram em 24 horas, tamanha a visibilidade.

“A gravidez não é momento de investir em muitas roupas. Devem ser poucas peças e curingas. Hoje, inclusive, há artifícios como os adaptadores de calças. Também, dá para comprar em lojas de departamento, em que você acha roupas mais baratas e muito bacanas”, observa a personal stylist e produtora de moda Marta Duque, que acumula 15 anos de experiência com gestantes.

Quem segue usando as peças que já tinha no guarda-roupa antes da gravidez do casal de gêmeos é a analista de desenvolvimento de produtos Marina Nogueira, de 34 anos, que também é consultora de estilo. “Acho um período muito curto, no qual não vale a pena adquirir nada além do essencial. Eu comprei quatro peças, além dos extensores de calça. Foram três vestidinhos justos mídi de cores básicas e uma legging preta”, conta.

MARINA NOGUEIRA GRÁVIDA 7 MESES

Grávida de um casal de gêmeos, Marina Nogueira comprou três vestidos de cores neutras, que servem de base para suas produções. O uso de coletes é um dos artifícios para variar o look

As escolhas de Marina casam bem com a dica que Marta Duque sempre dá para suas clientes: o investimento em peças neutras e versáteis. “Os vestidos de malha são ideais para essa época e também as roupas com elastano. Assim, dá para fazer sobreposições para mudar a cara do look e usar acessórios como lenços, colares e camisas. Basta usar a imaginação”, aconselha a stylist.

No estilo

Manter o próprio estilo durante a gestação do filho foi a direção que tomou a consultora de imagem Aline Viana, professora da Escola de Moda Denise Aguiar, em BH. “Usei todos os meus vestidos longos e amava os mais justos e mídis porque davam destaque à barriga e ficava lindo. O ideal é usar o que você gosta, sem perder a identidade”.

Leia mais:

Cores fortes, estampas e muita atitude comandam as tendências do Outono

Minas Trend reduz custos em 42% e Fiemg projeta recorde de vendas

Sem preocupação com o desejo masculino pelo cabelão, mulheres mandam ver nos curtinhos

No sétimo mês de gravidez, Marina Nogueira também ressalta a importância de permanecer coerente com o próprio estilo durante os nove meses. “A roupa para mim é uma forma de identidade muito forte e não queria perder meu estilo, como acontece com muitas mulheres na gestação. Acho lindo estar grávida e quero mostrar isso”.

Contudo, o destaque à barriga valorizado por Aline e Marina não é unânime entre futuras mamães, afirma Marta Duque. “Algumas mulheres quando engravidam acham que estão gordas. Quando pergunto qual a numeração delas atual em relação a que usavam antes, tem quem responda que aumentou três números, o que nunca é a realidade. Coloco para elas que é um momento passageiro e que o corpo vai voltar. Trabalhar a autoestima é muito importante no período”. 

PRODUÇÃO GRÁVIDAS MARTA DUQUE

Grávidas de BH têm como referência de produção de moda para ensaios fotográficos a consultora de imagem Marta Duque, que acumula 15 anos de experiência na área. À DIREITA Vestido mídi de malha canelada com cava profunda e cor neutra é uma das peças sugeridas pela profissional. À ESQUERDA Em look bolado por Marta Duque para gestante de BH, o uso de peças que já faziam parte do guarda-roupa da grávida. A jaqueta dá ar de informalidade e, ao mesmo tempo, incrementa o visual por ter informação de moda

Confira algumas dicas da produtora de moda Marta Duque para manter “quase” o mesmo acervo de roupas no armário durante a gestação:

  • Entenda que é um período passageiro e que o investimento em roupas específicas para grávidas pode ser um desperdício de dinheiro
  • Se for comprar algo, prefira as peças de tons neutros e evite as chamativas. Cores como branco, off-white, cinza e preto são indicadas. Com elas, as opções de combinação são mais amplas
  • Em caso de incômodo com o aumento das proporções físicas, evite usar batas. Elas expandem as formas
  • As sobreposições deixam a grávida mais estilosa. Abuse de maxicardigãs e maxicoletes, por exemplo
  • O extensor de calças é muito bem-vindo e é vendido em kits. Esse artifício proporcionará a você o uso de suas próprias calças por toda a gravidez ou quase toda
  • Aproveite que a moda está muito a favor da mulher em relação ao conforto e use a tendência para criar combinações moderninhas com tênis
  • Esteja sempre atenta aos pés, a numeração dos calçados geralmente aumenta e saltos podem ser desconfortáveis para algumas mulheres neste período

Veja, na galeria de imagens, alguns dos looks que Meghan Markle usou durante a gravidez: