Durante muito tempo existiu um teto para os preços de lançamentos, na casa dos R$ 200, o que é caro. Mas a inflação chegou ao mercado de jogos. Hoje, qualquer nova produção (com exceção dos títulos independentes) parte de R$ 230 ou R$ 250. Edições especiais, de luxo ou de colecionador, podem superar os R$ 400 e até mesmo os R$ 500. Principalmente se vierem acompanhados de itens colecionáveis, como bonequinhos, camisetas, bonés e outras quinquilharias, que todos nós adoramos.

No entanto, ainda é possível comprar games com valores menos abusivos. Até mesmo em períodos como o Natal, onde os preços disparam. 

Paciência
O mercado de videogames tem uma taxa de depreciação elevada. Os preços de lançamento tendem a cair logo após o terceiro mês de publicação. Assim, o game que hoje custa R$ 250 poderá ser adquirido por R$ 200 ou menos em pouco tempo. 

Claro que não se trata de uma regra padrão. Alguns games de grande renome podem passar anos sem ser reajustados, como edições de “Call of Duty” ou “Grand Theft Auto”.

Varejo online
Entrar numa loja para comprar um game é garantia de gastar mais. Mas não é por esperteza do lojista. O custo de funcionamento de uma loja física é muito maior de que o varejo online e das compras por download. 

Daí quem quiser gastar menos deve optar por fazer compras na internet, onde é possível comparar preços com mais facilidade. No entanto, é bom ficar atento aos prazos de entrega e à credibilidade do lojista.

Sugestões

NA FAIXA DOS R$ 100 – CALL OF DUTY WWII (PC, PS4 e XBOX ONE)
Um dos melhores games da franquia “Call of Duty”, o episódio “WWII” coloca o jogador em batalhas durante a Segunda Guerra Mundial. O game, que foi lançado em 2017, pode ser encontrado no varejo on-line com preços abaixo dos R$ 100. Uma das razões é o lançamento do episódio “Black Ops 4”, que estreou em novembro.

“Call of Duty WWII” tem início na invasão da praia de Omaha, na França, no chamado Dia D, em 6 de junho de 1944. O jogador assume o papel do soldado Daniels, que é remanejado para diversas operações durante os meses finais da guerra. A campanha longa é um dos atrativos do jogo, que promete horas de diversão. 

Como não poderia faltar, o título também conta com modos on-line, em que o jogador enfrenta outros jogadores, seja na pele dos nazistas, como dos aliados. Há ainda o divertido modo Zumbi, em que um grupo de jogadores deve conter hordas de mortos-vivos. 

NA FAIXA DOS R$ 150 –FORZA HORIZON 4 (PC e XBOX ONE)
Games de corrida tendem a cair de preço rapidamente. Uma das razões é que fazem parte de um nicho menos popular que os games de tiro, esportes ou Mundo Aberto. No entanto, trata-se de um estilo com jogadores bastante fieis e que dedicam centenas de horas a bordo de máquinas quase platônicas ou simples populares.

“Forza Horizon 4” é a mais recente produção da franquia. Trata-se de um game de corrida em um gigantesco cenário. O jogador deve encontrar desafiantes para corridas em vias públicas. 

Com jogabilidade mais simples que os títulos da série “Forza Motorsport”, o game é extremamente amigável para quem não tem muita familiaridade com jogos de corrida. 

Graficamente, o título é impecável. Ele ainda conta com uma lista de supercarros que incluem máquinas como Lotus Exige e até mesmo o superlativo McLaren Senna.

NA FAIXA DOS R$ 200 –SPIDER-MAN (PS4)
“Spider-Man” chegou ao mercado há poucos meses, mas já sofreu deflação no varejo on-line. Quem pagou cerca de R$ 230 já encontra o game por valores em torno dos R$ 180. O mais recente game estrelado por Homem-Aranha segue o estilo Mundo Aberto, como “Grand Theft Auto V”. O jogador precisa gangorrar com Peter Parker pelos edifícios de Nova York atrás da bandidagem. 

Como nos antigos games do herói aracnídeo, da época do Mega Drive, NES e Super Nintendo, a trama coloca o jogador na pele de um Home-Aranha já formado, popular e odiado por uma legião de vilões. 

Exclusivo para PS4, o game tem boa jogabilidade e excelentes gráficos. A grande variedade de missões vai manter o jogador ocupado por bastante tempo. Um recurso legal é a ferramenta Photo Mode, em que é possível registrar diversos cliques e selfies do fotógrafo mais popular dos quadrinhos. 

NA FAIXA DOS R$ 250 – RED DEAD REDEMPTION 2 (PS4 e XBOX ONE)
Se há uma empresa que sabe valorizar o produto, ela se chama Rockstar Games. Títulos do selo nova-iorquino geralmente seguem valorizado no mercado por anos. E quem quiser jogar “Red Dead Redemption 2” terá que abrir a carteira e pagar pelo preço cheio. No entanto, é possível encontrar o game por até R$ 240 em algumas lojas on-line de grandes varejistas. 

O novo “Red Dead” chegou há poucas semanas, depois de uma espera de oito anos. O game coloca o jogador na pele de um integrante de uma gangue que assola o Oeste dos Estados Unidos, no fim do século 19. 

Com um enredo forte, inúmeros personagens e missões cinematográficas, espalhadas por um mapa gigantesco que simula um bom pedaço dos EUA, o game transporta o jogador para todos os filmes Western que você ou o sortudo do seu presenteado já assistiu.