De modo algum, é um programa acessível a qualquer pessoa: os ingressos custam entre R$ 250 e R$ 80. Mas o que vale é proporcional ao que ele oferece, afinal, o Ballet do Teatro Scala de Milão soma quase 200 anos de tradição.

É uma das mais importantes e aclamadas companhias de balé do mundo e volta ao Brasil com seu corpo de baile completo para apresentar “Giselle”, um dos mais consagrados balés de todos os tempos. Um clássico.

Em Belo Horizonte, o espetáculo será exibido só sábado (7) e domingo (8), no Grande Teatro do Palácio das Artes. A turnê nacional também inclui sessões em Goiânia, São Paulo e Rio de Janeiro.

O corpo de baile de 70 bailarinos tem a direção de Makhar Vaziev, de 51anos, nascido no Cáucaso, na fronteira entre Rússia e Geórgia, que começou a dançar no Ballet Kirov, de São Petersburgo, onde foi solista e primeiro bailarino.
Durante os 13 anos em que Vaziev esteve diretor, a companhia ganhou a colaboração de alguns dos maiores coreógrafos do século 20, como George Balanchine, Hans van Manen, John Neumeier, William Forsythe, Harald Lander, Kenneth MacMillan, Pierre Lacotte e David Dawson.

Nas sessões exclusivas, que acontecem nesta sexta (6) e no sábado (7), a “Giselle” da companhia de Milão terá acompanhamento da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, sob a regência do maestro italiano Alessandro Ferrari. Ao vivo.

Um conto de amor, traição e redenção. “Giselle”, é considerado o último balé romântico e continua a seduzir plateias com o seu contraste entre o mundo real e o misterioso e sombrio mundo sobrenatural. Criada por Jean Coralli e Jules Perrot, e revisitada por Yvette Chauviré, sua estreia ocorreu em 1841, em Paris.

Giselle é uma linda jovem, que vive feliz com sua mãe, suas amigas e o namorado em um vilarejo da Alsácia francesa. É época de colheita da uva, e as festas atraem muita gente, inclusive os nobres. O conde Albrecht é um deles. Encantado por Giselle, ele se faz passar por lenhador para se aproximar da moça. Apesar dos avisos de sua mãe e das tentativas de seu namorado para desmascarar a trama, Giselle se apaixona pelo suposto lenhador. Apaixonado também, o conde mantém a farsa com medo de perder Giselle. O namorado dela entra escondido na casa do lenhador para procurar o que possa incriminá-lo e encontra a roupa e a espada do conde, o que finalmente o desmascara. A enorme decepção faz Giselle enlouquece de tristeza e morre de amor.

Fundado em 1813 para servir às óperas da mais famosa casa de canto lírico do mundo, o Ballet do Teatro Scala de Milão logo assumiu o papel de protagonista. Se tornou uma das mais importantes companhias do mundo. Nos últimos anos destacam-se em seu extenso repertório clássicos do acadêmico ao moderno.