O universo dos dinossauros é tão fascinante às crianças que elas são capazes de identificar espécies como se estivessem falando de seus super-heróis preferidos. Quer testar? Coloque a família no carro e siga para o Mineirão. Lá os papais vão encontrar cerca de 25 dinos diferentes perambulando por uma vegetação de Mata Atlântica.

“Participar desta experiência dentro de um carro não é apenas uma obrigação em tempos de pandemia, mas uma brincadeira gostosa que busca reproduzir um safári. Só que, no lugar de animais selvagens, teremos dinossauros”, observa Diego Biaginni, diretor artístico do “Jurassic Safari Experience”, espetáculo que ficará em BH até 18 de julho.

Os dinossauros fazem parte do imaginário da criança. Afinal de contas, eles não foram vistos nem mesmo em fotos. A possibilidade de ela encontrar um na sua frente, se movimentando entre os carros, gera uma grande expectativa”, afirma Biaginni, que revela que muitos marmanjos ficam igualmente extasiados durante a experiência.

O diretor explica que os dinos funcionam a partir de três mecanismos: infláveis, animatrônicos e manipulados. Os primeiros são mais lúdicos e abarcam os seres grandalhões. No segundo grupo, há os bichos que movimentam cabeça e membros ao passarmos por eles. No último, são atores por trás da roupa jurássica.

“Nossa intenção foi ser o mais fiel possível. Fizemos todo um trabalho de pesquisa, sobre como se movimentavam, o que comiam e qual era a dinâmica corporal”, registra Biaginni. Ele contou com a consultoria do paleontólogo Bruno Gonçalves Augusta, que trabalha no Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo.

Cientista maluco
Os carros chegam ao estacionamento G3 do Mineirão e já entram num universo lúdico, passando por diversas atrações. Depois todos os veículos se reúnem à frente de uma arena, onde acontecerá um show interativo de 45 minutos. Na história, um cientista maluco recria os bichos pré-históricos por meio de seus genes  e vai apresentando cada um deles.

A experiência irá lembrar um pouco a franquia de filmes “Jurassic Park”, criada por Steven Spielberg a partir de um livro de Michael Crichton. Na trama, um parque é construído numa ilha, onde dinos recriados por meio de genes são uma atração, vivendo livremente enquanto visitantes os observam de seus veículos.

Segundo Biaginni, “Jurassic Safari Experience” é uma produção 100% brasileira. “Criamos tudo do zero, graças, infelizmente, a este momento da pandemia. É uma experiência nova e segura, já que ninguém precisa sair do carro”, assinala. Mas ele admite que muitas crianças acabam passando a mão nos bichos. Nesses casos, ele recomenda que higienizem as mãos logo em seguida ao contato.

O espetáculo já foi visto por mais de 300 mil pessoas, após temporadas em Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Florianópolis. E retorna à capital paulista nos próximos dias, já que o evento conta com dois elencos. O acesso ao áudio das apresentações poderá ser feito por meio de canal FM do rádio do veículo.

As sessões acontecerão às quintas, sextas, sábados e domingos, com os ingressos custando entre R$ 160 e R$ 210 (carro para até quatro ocupantes, independentemente da idade). Eles podem ser adquiridos pelo site www.jurassicsafari.com.br.  A compra de alimentos, bebidas e souvenirs será feita por celular, por meio de QR Code.