Em meio aos projetos deste ano, o rapper mineiro Roger Deff soltou nesta quarta-feira (12) o clipe de “Ladeira”, uma das oito canções presentes no elogiado debute solo do artista, “Etnografia Suburbana" (2019). Trata-se de um tributo à ancestralidade, como enfatiza o músico, em entrevista ao Hoje em Dia.

“O clipe termina com uma homenagem à minha tia-avó Luzia, que faleceu em junho. Ela é base de tudo isso, nossa matriarca. Se somos hoje família, é muito por conta dela. Ela é um alicerce muito importante. Por ter meu pai (Antônio Lúcio Dias) e minha mãe (Conceição Francisca Dias) no clipe, é também uma homenagem à ancestralidade, de pessoas que tiveram que enfrentar muitos ventos contrários nas ladeiras da vida”, ressalta Deff.

E prossegue: “A música é uma metáfora para qualquer pessoa. Independentemente do lugar de onde a pessoa vem, todo mundo vai lidar com suas ladeiras e seus ventos contrários, cada um à sua maneira".

Gravado em novembro de 2019, o clipe tem roteiro e direção de Israel de Oliveira, antigo parceiro do rapper. “Já trabalhei com ele no clipe ‘Velho Amigo’, do disco ‘Boa Noite’, do Julgamento. Ele propôs fazer o clipe dessa música, para inaugurar o canal dele no YouTube, o Canal DoGueto, voltado para o empoderamento negro, de artistas negros. Fico muito feliz de ter meu clipe lançado justamente no canal dele”, conta.

O trabalho foi registrado no Jardim Alvorada. “Onde nasci e cresci, onde passei minha infância e minha adolescência. Juntamos vários amigos no dia para uma celebração. Foi nesse clima que foi feito o clipe. Todas as locações são ali da quebrada do Jardim Alvorada”, destaca.

O vídeo traz ainda a participação de Luciano Cuíca Play. A composição é uma parceria de Roger Deff com Flávio Renegado.

Roger Deff