No início deste ano, o Sepultura lançou "Quadra", que vem sendo considerado o mais consistente disco da fase Derrick Green, o melhor da banda desde “Chaos A.D.” (1993) e um dos principais do metal/rock nacional no ano. Mas tantos outros grupos soltaram álbuns relevantes em 2020, tanto artistas da mesma geração do conjunto oriundo de BH, quanto potências emergentes e também aqueles que começam a buscar um lugar ao sol.

No Dia Mundial do Rock, o Hoje em Dia apresenta outros discos de qualidade ‘made in Brazil’. Confira abaixo (em ordem alfabética + bônus).

1- Brave: “The Oracle”
Os paulistas do Brave apresentam em seu terceiro disco doses muito bem-vindas de power metal e heavy tradicional. O álbum é altamente indicado a fãs de Judas Priest e King Diamond e a quem mais curte essas vertentes.

2- D.A.M: “Disciples of the Unknown”
Banda de Belo Horizonte, o D.A.M tem o tecladista e vocalista Guilherme de Alvarenga como seu mentor e o death metal melódico como norte. Este excelente terceiro full-length vai agradar em cheio aos fãs do estilo.

3- Electric Mob: "Discharge"
Oriundo de Curitiba (PR), o Electric Mob reúne em seu novo play todos os ingredientes indispensáveis em um disco de rock’n’roll. Este disco sucede o também ótimo EP “Leave a Scar” (2017).

4- Eskröta: “Cenas Brutais”
O trio de thrash/hardcore, natural do interior paulista, destila um dos mais brutais trabalhos do ano. As 11 músicas aqui presentes esbanjam agressividade sonora e letras cirúrgicas e urgentes de cunho social.

5- Fabiano Negri: “The Fool’s Path”
O vocalista e multi-instrumentista de Campinas (SP) apresenta aquele que já é considerado o último trabalho de sua prolífica carreira no rock. Um registro biográfico, cheio de melodias pungentes e aura ópera-rock.

6- Last Conscious: "Psychological Torture"
O debute do quinteto de Santa Luzia traz dez faixas tendo o death/thrash como fio-condutor e letras inteligentes e reflexivas, que aludem ao momento atual. De aposta, o grupo já virou realidade.

7- Surra: "Escorrendo Pelo Ralo: Ao Vivo em São Paulo"
Quem ‘pirou’ com o álbum “Escorrendo Pelo Ralo”, uma das principais pérolas musicais do ano passado, com certeza vai apreciar este ao vivo do trio santista de crossover. Se prepare para uma aula de thrash/hardcore/grind.

8- Taurus: “V”
O quinto disco de estúdio do Taurus, do Rio de Janeiro, é o mais versátil da banda, contemporânea de Sepultura e Overdose. Neste rebento, o thrash metal é elevado a outro patamar, com várias nuances e muito bom gosto.

9- Vocifer: “Boiuna”
Natural de Tocantins, o Vocifer é uma das revelações deste ano. Produzido por Thiago Bianchi (Noturnall), este disco reúne um heavy metal/power de respeito e traz como temática lendas da região amazônica.

10- Vulcano: “Eye in Hell”
Um dos expoentes surgido na década de 80, a banda santista está perto de completar quatro décadas. Nada melhor que soltar mais um petardo do metal extremo. Sem dúvida alguma, fortíssimo candidato a melhor disco de metal nacional do ano.

Bônus- Area 55: “One Ocean”
O grupo é de Los Angeles, mas todos os seus quatro integrantes são brasileiros. O material presente em 11 faixas mostra uma banda sólida e que sabe equilibrar elementos vindos do metal alternativo, do nu metal e do metalcore.