"O Jardim e o Museu", projeto que desenvolve pesquisas e ações educativas voltadas para a apropriação e valorização dos jardins históricos, criado pelo Museu Casa Kubitschek, foi o ganhador do prêmio Darcy Ribeiro 2019, uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus. O projeto, que concorreu com outros nove, ficou em terceiro lugar, além de conquistar uma premiação de R$ 10 mil. A casa é mantida pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura. 

museu

A casa é mantida pela Prefeitura de Belo Horizonte

Para além do prêmio em dinheiro, segundo Sara Moreno, diretora de Museus da Fundação Municipal de Cultura, o importante é o reconhecimento do projeto educativo como um dos mais relevantes do Brasil. "O Museu Casa Kubitschek vem desenvolvendo um trabalho de pesquisa e difusão relacionado aos jardins, incluindi ações de mediação que estimulam o público a compreendê-lo como elemento da cultura. O prêmio é um incentivo para que as ações sejam ampliadas", afirmou.

Projeto

O projeto busca estimular o público a reconhecer os jardins como patrimônio, atribuindo-lhes os mais diversos sentidos. Um passo importante para o conhecimento e apropriação dos jardins do equipamento cultural foi a publicação do catálogo de espécies vegetais que compõem o projeto paisagístico da instituição, em 2018.

Dedicado ao público não especialista, o catálogo é constituído por duas partes: na primeira, o tema do patrimônio paisagístico é apresentado em pequenos textos e, na segunda, o leitor tem a oportunidade de conhecer as 85 espécies encontradas nos jardins do museu, por meio de ilustrações.

O projeto desenvolve ainda diversas ações educativas sobre os jardins. Entre elas, a distribuição de mudas, oficinas para plantio, oficinas de bordado com a temática dos jardins, visitas mediadas aos jardins, visitas noturnas aos jardins e formação de educadores e agentes culturais dentro da temática "Jardins Históricos de Belo Horizonte".

As visitas mediadas aos jardins acontecem todo último sábado do mês, às 10h, sendo que a última visita de 2019 acontecerá no dia 28 de dezembro. Para participar da atividade não é necessária inscrição prévia. Já a distribuição de mudas acontece todo final de semana. O museu tem entrada gratuita e funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 18h.

*Com Caio Augusto, estagiário sob supervisão de Cássia Eponine