Conseguimos ser tolerantes com as pessoas que são diferentes ou que pensam de forma diferente de nós? Esse é um dos pontos de partida da terceira edição do Festival Sarará, que ocupa o Parque Municipal neste sábado (19). O line-up do festival foi construído a partir do tema deste ano – a reflexão sobre a intolerância. Os artistas escolhidos possuem um discurso que trata da importância da valorização do respeito às diferenças. 

O grande show da noite será de Criolo, que terá como convidados Tulipa Ruiz e Ney Matogrosso. Haverá ainda shows de MC Marechal, Gabriel O Pensador, Liniker e MC Carol, além das presenças de atrações mais inusitadas, como o bloco carnavalesco Havayanas Usadas (com participação especial de Dona Jandira), o duelo de MCs, a festa Transa! e a divertida Gaymada. O evento conta também com espaços de vivência, onde a proposta é realizar bate-papos. 

“O festival busca, em todas as suas edições, promover reflexões necessárias para a evolução individual ou coletiva. Depois de muita conversa entre a equipe, vimos que era importante falar sobre a intolerância e estabelecer um diálogo em torno desse assunto com artistas e público”, afirma Carol de Amar, diretora artística do Sarará. 

Urgência
O tema é, provavelmente, o mais urgente do momento. Tanto os caminhos da política nacional e internacional quanto as demonstrações de ódio dos cidadãos são mostras da importância de se refletir sobre a intolerância. “É importante pensarmos sobre como a intolerância desencadeia várias situações desagradáveis do cotidiano, é a origem dos problemas de todas as minorias”.

Segundo Carol, todas as atrações do festival foram convidadas a partir de uma proposta de se apresentar uma grande diversidade – não apenas de gêneros musicais. “São artistas diversos em ideologia, vivência e nas características físicas, porque é importante que todos se sintam representados no palco”. 

Afeto
Presença no Sarará pela segunda vez, Criolo traz para BH um show que faz um compilado de músicas de seus três discos. Certamente seu discurso vai estar afinado com a proposta do festival. “Essa é uma tentativa de fornecer para todo mundo uma fruição sobre a intolerância. Não é um puxão de orelha, mas um convite à reflexão de uma maneira carinhosa e afetuosa”, diz. 


Serviço: Festival Sarará no Parque Municipal, neste sábado (19), a partir das 19h. Ingressos a partir de R$ 50 + 1 kg de alimento não perecível