“O que você vai ser quando crescer?” Quem nunca fez esta pergunta a si mesmo ou para alguém? Agora, o cantor Thelmo Lins, no oitavo disco de sua carreira, também faz este questionamento e prepara musical sobre o tema. O espetáculo, ainda em produção, entra em cartaz em uma data bem propícia: 1º de maio, o Dia do Trabalho.
 
No CD, encartado em um livrinho bem ilustrado com os poemas, Lins aparece vestido de mágico. E isso leva a duas boas histórias: uma sobre superação e outra, sobre inclusão.

A primeira é de um menino que queria ser mágico. Habilidade zero nos truques! Frustrado, ele pergunta a várias pessoas se elas conseguiram alcançar tudo o que queriam na vida. Claro que não! O menino então aprende a aceitar seus verdadeiros dons e a redimensionar seus sonhos.
 
Na segunda história, há a assistente do mágico da história anterior, chamada Rapunzel. Ela é um pouco diferente da Rapunzel dos contos de fada. “Porém, bem ao contrário/ Daquela Rapunzel lourinha/ Eu nasci com a pele escura/ E o cabelo carapinha”.
 
Como é de se esperar, a assistente sofreu o implacável bullying. Mas Rapunzel não se deixou abater: “Não, não, não/ Assim eu me recusei/ Não, não, não/ Definitivamente não alisei”. “Ninguém quer ver coisa bobinha, nem criança. Por isso, ela é assim super bem resolvida”, resume o cantor.
 
Outros medos
 
O clima de inclusão continua no disco com outros personagens, como o astronauta que vence o medo de altura, o gordinho que quer ser esportista, mas que, se não puder ser um Cesar Cielo, vai virar nem que seja lutador de sumô.
 
Antes de ser cantor, Thelmo Lins estudou jornalismo e artes cênicas. “Queria ser apresentador de televisão. É que a gente ficava vendo aqueles apresentadores de 1970... E eu brincava com meus amigos de Itabirito de apresentador”.
 
Hoje, com mais de 30 anos de carreira, vem este disco, que é fruto da reflexão do cantor, a partir dos textos do escritor Leo Cunha. No disco há uma das mais importantes conclusões: “Aprenda a gostar do que sabe e tem o dom para fazer”.
 
O disco será a trilha sonora do musical de mesmo nome e já está à venda no sympla.com.br. O musical estreia em 1º de maio, às 16h, no Teatro Bradesco. Lins e o músico Rogério Delayon vão fazer pocket show em escolas ao longo do ano.