Piadinha: “– Sabe o que um poste perguntou pro outro? – Nem imagino. – Esses fio é tudo nosso?”. Bonitinha, né? Pois é deste humor em cima do “mineirês” que o artista urbano Rogério Fernandes encontrou a poesia para o projeto de intervenções em postes de luz na Savassi. Intitulado “As Mulheres e Seus Fios”, o projeto serve de ponto de partida para uma iniciativa da equipe do Savassi Criativa: ocupar este ano outros postes em um perímetro de 3,5 km na região.

“Os postes estão no perímetro do Savassi Criativa: rua da Bahia, av. do Contorno, rua Professor Morais, rua Gonçalves Dias”, anuncia a relações públicas e uma das executivas do movimento, Diana Junqueira.

Os cinco “gigantes” coloridos de Rogério Fernandes já estão disponíveis para a admiração na esquina das ruas Antônio de Albuquerque e Sergipe. Fernandes trabalhou neles durante a “Virada Cultural”, em setembro do ano passado.

“O olho humano tende a excluir aquilo que acha feio. Você chega aqui e fala: ‘Tem um prédio, tem uma loja...’ Ninguém fala que tem um poste. Mas é um gigante de quase 20 metros de altura”, explica.

Filhos, fio... E assim se processou a criação. As mulheres desenhadas pelo artista não têm nomes. Mas têm “textura”, explica, pedindo à repórter para tocar no desenho. As diversas camadas de tinta resistentes ao sol e à chuva deixam o cimento áspero com toque sedoso. Quase uma pele. O poste humaniza-se? Sentimentos correm pelos fios, dedos... 

Mas não basta ter uma ideia linda dessas, chegar com uma latinha de tinta todo entusiasmado e fazer o que der na telha pelos megacilindros. Fernandes contou com apoio da Cemig e da Prefeitura de BH. Na “Virada”, o artista também pintou postes na rua Sapucaí, na Floresta.

E ele não quer parar. Já está nos planos pintar outros postes no “Tobogã da Contorno” durante o Carnaval deste ano. Além do ziriguidum, a data, para ele, pode ser de mobilização para este tipo de produção artística. “Quero fazer um desdobramento deste projeto também no Centro de BH e próximo ao meu ateliê (no bairro Sion)”.

Entre as várias obras do artista por BH estão os desenhos nas paredes do CentoeQuatro (Praça Rui Barbosa, 104, Centro). “Foram feitos em 2007; impactantes na época”. O artista piauiense de 46 anos, radicado em BH há 12, diz que sonha em fazer uma bienal de grafite naquele espaço. Isso será sonho até que as luzes de outros postes – adesão de patrocinadores – se acendam. 

Do poste ao chão, mas com "harmonia"

A segunda artista plástica a aderir ao projeto dos “gigantes coloridos” é Anna Göebel. Ela foi convidada para expor sua inspiração nos postes da esquina das ruas Antônio de Albuquerque e Levindo Lopes no mês passado. O tema? A “Oração da Paz” ou “Oração de São Francisco”.

No local, os postes com palavras inspiradoras e o painel pacífico foram desenhados pela “alemã, nascida na Espanha, criada na Argentina e morando há 20 anos no Brasil”, como ela mesma se descreve. Anna contou com a ajuda de alunos (dela) do Colégio Rudolf Steiner, em BH. “Se espalhasse pela cidade seria maravilhoso”, diz. E acrescenta: “Desde a conclusão do trabalho, o cruzamento tem sido chamado de “Esquina da Paz”.

A funcionária pública Cristina Eduards é uma das moradoras que aprovam a ala “experimental” de postes com artes. “É melhor que o cinza. Vai animar”, diz. “E não é viagem de artista, é generosidade”, acrescenta a proprietária do Diadorim Armazém Contemporâneo, Natalie Oliffson, vice-presidente do Savassi Criativa.

Ela afirma que o grupo quer promover intervenções em meio-fio e em paredes autorizadas pelos proprietários. “Uma das riquezas da Savassi é a pluralidade. Mas queremos que tudo aconteça com harmonia, sem ultrapassar o limite de uma poluição. E que os desenhos tenham um traço amigável. Não é protesto”.

O Savassi Criativa é um movimento de revitalização da região e que surgiu há um ano junto da associação de moradores, mas que hoje caminha de forma independente. “Sou uma ‘savasser’ e gostaria que a Savassi se tornasse uma referência de destino pelo mundo como o bairro Palermo, em Buenos Aires, o SoHo, em Nova York, ou o Wynwood, em Miami”, planeja a executiva do movimento, Diana Junqueira.

Savasser

1 - Adj., s.m. e s.f.: O que ou quem é do bairro Savassi (de corpo, mente, coração, espírito);

2 - Título daquele belo-horizontino que está ou é integrante da vida cultural e comercial da Savassi. (Fonte: Savassi Criativa)

 

Serviço

Rogério Fernandes e outros artistas expõem na exposição “Arruda’s Atelier Urbano”, até 31/1, das 13 às 19h, no DiamondMall.

Na mostra, será exibido o curta-metragem “A Onda da Street Art”, de Ernane Alves

Anna Göebel é autora de 16 livros infantis ilustrados. Entre eles, “A Paz, Oração de São Francisco” (2014, Editora Callis)

A próxima intervenção em postes na Savassi será no dia 31 deste mês, na “Feirinha Aproxima” (ao longo da rua Antonio de Albuquerque), mas o artista ainda não foi definido. Info: diana@savassicriativa.com.br