DEHRADUN, Índia – Uma área de retiro espiritual da região norte da Índia visitada pelos Beatles para um período de meditação na década de 1960 reabriu as portas ao público e pode virar um centro de ioga O ashram, um local de meditação e ensino do hinduísmo, fica na cidade de Rishikesh, às margens do rio Ganges, e ficou abandonado quando o famoso guru Maharishi Mahesh Yogi deixou o local nos anos 1970. As autoridades reabriram o local ao público na última terça-feira, por ocasião do 35º aniversário da morte de John Lennon.

 

“Queremos conservar o local e seu encanto original”, afirmou D.V.S. Khati, secretário do estado de Uttarakhand. “Queremos criar um centro de ioga. Esperamos que a transformação do ashram estimule o turismo na região”.

 

Apesar da deterioração, o ashram, que fica ao pé do Himalaia e próximo a uma reserva natural, recebe a cada ano a visita dos fãs dos Beatles, que pulam os muros para observar, entre outras coisas, um famoso muro decorado com grafites.

 

Em 2003, o governo decidiu retomar a gestão do local. Os integrantes dos Beatles visitaram o ashram em 1968 para aprender a meditação transcendental. Apesar das divergências com o guru Maharishi durante a estada – Ringo Starr reclamava da dieta vegetariana e John Lennon de que não respeitava o celibato –, os Fab Four escreveram no local muitas canções do “White album”.

 

Maharishi Mahesh emigrou depois para a Europa, onde morreu em 2008.