Embora Belo Horizonte viva dias de calor, oficialmente ainda estamos no inverno. E para quem gosta de curtir o frio, a boa notícia é que em outras regiões do país, como a serra fluminense, as temperaturas ainda estão baixas. Além disso, já estamos na chamada baixa temporada. Isso se traduz em preços de diárias e restaurantes bem mais em conta, menos filas para os atrativos turísticos e menor movimento nas estradas.

É tudo o que você precisa para pegar o carro e seguir rumo à região serrana do Estado do Rio. Nesta época do ano, Petrópolis e Teresópolis têm dias de céu claro, temperaturas amenas durante o dia e um friozinho confortável à noite.

Com muita história para contar – afinal, essa era a região de veraneio da família real brasileira no século XIX –, a chamada Serra Imperial tem belos edifícios e monumentos, muitos parques e também uma cena gastronômica invejável.

Caminhar pelo centro histórico de Petrópolis é como voltar aos tempos do Império brasileiro, quando d. Pedro I e, principalmente, seu filho d. Pedro II circulavam por ali, decidindo os rumos da nação ou simplesmente descansando.

Para o turista de primeira viagem, a visita ao Museu Imperial é fundamental. Aliás, o ideal é fazê-la em duas vezes: uma durante o dia, para conhecer todo o inestimável acervo da residência oficial da realeza na serra (o uso do guia de áudio é ótimo, pois o narrador vai contando curiosidades e detalhes dos objetos mostrados à medida em que você caminha), e outra à noite, quando acontece o espetáculo de luzes, sons e água com efeitos especiais, contando a história da cidade e do Império.

O Palácio Rio Negro e o Palácio de Cristal são dois outros importantes monumentos que devem ser visitados em Petrópolis. E entre um atrativo e outro, uma parada num dos ótimos cafés da cidade.


Leia mais na edição eletrônica