"Drácula - o homem da noite", de Bram Stocker, ganha nova edição, com tradução de Lúcio Cardoso. A publicação faz parte das comemorações do centenário do nascimento do mineiro, completados em 2012. A tradução traz a marca de Cardoso, conhecido pelo estilo introspectivo, cheio de conflitos psicológicos. A tradução de "Drácula" foi feita em 1943 e está sendo relançado pela editora Civilização Brasileira. Os próximos lançamentos de traduções de Cardosos são "Anna Karenina", de Leon Tolstói, e "O Fantasma da Ópera", de Gaston Leroux.


Drácula

Drácula narra a história de Jonathan Harker, um jovem advogado enviado ao castelo do conde Drácula, na Transilvânia, para finalizar a venda de um domínio em Londres. Antes de chegar ao castelo, ele percebe que há muito temor da população local em relação ao conde. Tomado pelas dúvidas, o advogado entra no castelo, onde precisa lutar pela própria sobrevivência, e para isso, descobre que precisa eliminar o conde.

A história é narrada a partir de fragmentos: cartas, páginas de diários e recortes de reportagens. A técnica é usada para dar mais realismo ao que é narrado, o que faz com que o leitor se sinta mais envolvido.

Lúcio Cardoso

Lúcio Cardoso nasceu em Curvelo, na região Central, em 1912. Foi escritor, dramaturgo, jornalista e poeta. Em seus últimos anos, após sofrer um derrame cerebral, deixou de escrever e passou a dedicar-se à pintura. Faleceu em 1968. Entre as principais obras estão: "Crônica da casa assassinada", "A luz no subsolo" e "Dias perdidos".

Drácula - o homem da noite
Bram Stoker
Tradução de Lúcio Cardoso
Editora Civilização Brasileira
252 páginas
Preço: R$ 29,90