O método Messi

Opinião / 13/02/2021 - 06h00

Mauro Condé*

“Ter saúde é ser autêntico, ser capaz de dizer o que está sentindo e o que está pensando de forma neutra e não desagradável”

Acabo de voltar de uma viagem rumo ao conhecimento, usando como meio de transporte excelentes livros sobre Psicologia.

Eles me levaram para a Universidade de Stanford, na Califórnia-Estados Unidos, onde fui recebido pelo Dr. Irvin D. Yalom, a quem fui logo pedindo:

Ensina-me algo que eu ainda não saiba e tenha o poder de mudar a minha vida para melhor.

-Tenha como meta diária de vida sempre espalhar sabedoria e nunca infligir dor nem sofrimento aos outros.

-Tenha cada vez mais respeito por si mesmo e aprenda a superar decepções profundas para aumentar a sua resiliência.

 Dr. Yalom é professor emérito de Psiquiatria em Universidades americanas e autor de uma série de livros que traduzem e explicam os fundamentos da psicologia e da terapia para leigos e interessados no assunto.

Entre vários dos seus ensinamentos, eu destaco um, onde ele revela uma grande descoberta, onde cita que quatro dados são particularmente relevantes para a psicoterapia:


- Medo da morte, inevitável para cada um de nós e para aqueles que amamos;

-Escolhas que precisamos fazer diariamente diante da liberdade de viver como desejamos;

-Solidão como peça fundamental de sobrevivência.

 

-SIgnificado ou Sentido óbvio para a vida, principalmente o desconhecimento deles.

Ele afirma que, embora esses dados possam parecer terríveis, eles contêm as sementes da sabedoria e da redenção.

Ao longo de todos os seus textos publicados em seus livros, ele nos brinda com deliciosas, sensíveis e didáticas histórias sobre psicoterapia, sobre como enfrentar as verdades da existência e aproveitar o seu poder para as mudanças e crescimentos pessoais.

Intuitivamente, guiado pela leitura da obra do Dr. Yalom, eu acabei desenvolvendo um método pessoal para auto análise, que carinhosamente apelidei como Método M.E.S.SI, junção das iniciais das quatro descobertas dele sobre a essência da psicoterapia.

Um dia, compartilhando essa ideia com uma amiga psicóloga, ele achou incrível que eu, sem querer, tivesse conseguido resumir todo o meu aprendizado em torno de uma palavra em inglês, que é a chave para a psicologia.
Coincidente palavra é MESS (bagunça em inglês).

*Palestrante, Consultor e Fundador do Blog do Maluco.
 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários