Planos apostam em postura educativa para preservar a saúde de beneficiários

Opinião / 08/02/2021 - 06h00

Rodrigo Felipe*

Vivenciar uma pandemia global fez com que muitas pessoas buscassem manter uma rotina diária mais saudável, com foco na qualidade de vida e no próprio bem-estar. Essa nova demanda provocou uma adaptação necessária nas operadoras de saúde, que agora apostam no uso de dados e novas tecnologias para conscientizar e educar seus beneficiários sobre a importância da preservação da saúde.

Dentro dessa nova proposta, a prevenção – não só baseada em exames e check-ups anuais – é pautada pela adaptação do indivíduo a um melhor estilo de vida. “Manter uma pessoa saudável requer olhá-la como um todo, ouvir suas queixas e necessidades, e oferecer um tratamento humanizado. E isso inclui estimular a adoção de bons hábitos.

As atenções das chamadas health techs estão voltadas para a promoção de um cotidiano mais sadio e que abarque a alimentação balanceada, prática de atividade física, qualidade do sono, gerenciamento do estresse e entre outros diversos aspectos, que fazem toda a diferença para a vitalidade de uma pessoa.

É através de novas tecnologias e do uso de dados que resultados positivos têm sido alcançados – lançada em meio à pandemia, a nossa operadora já garantiu o cadastro da melhor rede credenciada de Belo Horizonte, iniciou as vendas de produtos com uma antecipação de 2 meses e planeja lançamento em novas praças nos próximos meses.
Por meio da análise de dados e indicadores, é possível, por exemplo, definir o melhor médico para cada caso. Isso facilita a jornada do paciente, que não só se torna mais efetiva, como também mais tranquila.
Neste diferente cenário para a saúde suplementar também se destaca o uso da telemedicina. Esta que possibilita a realização de atendimentos básicos, evita a formação de filas, diminui idas desnecessárias a clínicas e hospitais e permite que o paciente sane dúvidas quanto a sintomas ou sinais de alguma doença, sem precisar sair de casa. Este tipo de assistência acaba ajudando a prevenir a evolução de enfermidades e patologias. Ainda preserva o paciente de uma possível contaminação pelo novo coronavírus, quando não é necessário esse paciente se deslocar da sua casa para o hospital ou clínica médica.

Essa mudança de visão por parte das novas operadoras de saúde como um todo, contribui para que o beneficiário se conserve ativo e saudável por mais anos e consiga se organizar melhor financeiramente para arcar com os custos dos planos durante a terceira idade, sem lidar com os reajustes por faixa-etária.

*Presidente do Grupo First e idealizador da operadora de planos de saúde You Saúde

 

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários