Atos normais, sem vandalismo ou desordem. Foi assim que o governador Romeu Zema (Novo) classificou os protestos contra e a favor do governo Jair Bolsonaro (sem partido) realizados nessa teerça-feira, feriado de 7 de Setembro. 

“Sabemos que em toda democracia a manifestação é um ato normal, que deve ser encarado de forma natural”, disse o mandatário durante a inauguração da 26ª edição da CasaCor Minas, nesta quarta-feira (8), em Belo Horizonte.

Zema ainda analisou que o apelo do presidente teve adesão de boa parte da população, o que demonstra que a causa dele “tem algum apoio”. 

O governador ainda afirmou que não participou dos protestos e acredita que, para “resolver” a situação local e nacional, tem que primeiro reorganizar o Estado. “Não é através de manifestação que vamos melhorar a situação de Minas e acredito que do Brasil da mesma forma”, finalizou.

Leia mais:
Após adiamento de um ano, 26ª edição da CasaCorMinas será inaugurada na próxima terça