Um trecho de nove quilômetros de pista duplicada na BR-381, entre o trevo de Caeté (Grande BH) e Nova União (região Central do Estado), foi liberado ao tráfego de veículos neste sábado (7). O anúncio foi feito pelo Ministério da Infraestrutura (Minfra) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

De acordo com o Minfra, os nove quilômetros fazem parte do lote 7 de obras da rodovia e que já tem 37 quilômetros totalmente duplicados. Em 2020, ainda segundo o órgão, 42 quilômetros já foram duplicados e liberados aos motoristas na BR-381.

Além do 7, o Dnit também é responsável por outros três lotes de obras. 

O lote 3.1, com 28,7 quilômetros de extensão, já conta com 13 quilômetros de pista duplicada, incluindo dois túneis – Antônio Dias e Prainha. Em agosto, em visita a Minas Gerais, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, havia prometido liberar 10 quilômetros desse lote em outubro.

Os outros dois lotes – 3.2 e 3.3 já foram concluídos na gestão federal anterior.

Sete trechos da BR-381 serão privatizados

As obras de duplicação e melhorias dos 303 quilômetros em território mineiro da BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares, no Leste do Estado, foram divididas em 11 lotes. 

As intervenções preveem que 222 quilômetros serão duplicados e outros 81 devem receber melhorias no asfalto e a construção de terceira faixa de rolamento. O Dnit é responsável por quatro deles.

Os outros sete já foram licitados e serão realizados através de concessão por parte do governo federal para empresas privadas.

Leia Mais:
Radares são retirados em trecho de 17 quilômetros do Anel Rodoviário; veja vídeo
BR-381 tem mais sete quilômetros duplicados em Minas
Duplicação de BRs é prioridade em plano conjunto que prevê R$ 56,5 bilhões para Minas e ES