Bares e restaurantes de Belo Horizonte poderão funcionar todos os dias da semana, das 11h às 22h. A venda de bebidas alcoólicas, no entanto, só será permitida de quarta-feira a domingo, mas ainda com limitação de horário. A música ao vivo foi liberada.

A ampliação também atinge as praças de alimentação de shoppings centers da metrópole. Nesses locais, o atendimento aos clientes passa a ser de 12h às 22h, mas as lojas continuam encerrando às 20h, nos dias em que os centros de compras estão abertos, atualmente de segunda a sábado.

O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (18) pelo secretário municipal de Saúde, Jackson Machado. Durante entrevista coletiva, ele também disse que clubes de lazer e a Feira Hippie da Afonso Pena voltam às atividades a partir do próximo fim de semana.

No caso de bares e restaurantes, a bebida alcoólica poderá ser vendida de quarta a sexta-feira, das 17h às 22h. Nos fins de semana, a partir das 11h.

Músicos poderão se apresentar a partir deste sábado (19), quando será publicado o decreto municipal com a autorização, desde que o estabelecimento instale uma barreira de acrílico entre o espaço onde ficará o artista e o público.

Jackson Machado afirmou que a nova flexibilização é possível porque os números da pandemia estão favoráveis. Tanto o índice de velocidade de transmissão quanto a ocupação de leitos de UTI e de enfermaria estão verdes.

“Mas a pandemia não acabou, a doença é grave e a taxa de mortalidade é alta. A população deve continuar mantendo as medidas preventivas “, frisou o titular da pasta.

Leia mais:
Comerciantes de BH temem 'importação' de Covid e novo fechamento das lojas
Polícia faz exumação de corpo de cabeleireira que morreu após lipoescultura
‘Chuva negra’? Entenda o impacto da fumaça de queimadas no Pantanal em Minas‘