O forte temporal que atingiu Belo Horizonte e a região metropolitana na madrugada deste domingo (19) deve se estender até as 8 horas da próxima segunda-feira (20), conforme a Defesa Civil da capital. Há chances de rajadas de vento de até 50 km/h e raios, especialmente durante esta tarde.

No último domingo de verão, as temperaturas também serão mais baixas e devem variar entre a máxima de 24ºC e a mínima de 16ºC. O céu fica encoberto e pode chover a qualquer hora do dia, alerta o centro de meteorologia TempoClima PUC Minas. A umidade relativa do ar chega a 70%.

Alagamentos

Durante a intensa chuva que começou por volta de meia-noite, as regiões Oeste, Noroeste, Barreiro e Pampulha foram as mais afetadas. O córrego Ferrugem, no limite de Belo Horizonte com Contagem, transbordou perto da Vila São Paulo, próximo à fábrica da Vilma. Com as chuvas, algumas das principais vias do local, como a avenida Teresa Cristina, ficaram alagadas. 

Cerca de 30 moradores da região que tiveram as casas inundadas durante o temporal interditaram a via com entulhos em chamas em forma de protesto, segundo a Polícia Militar. O Corpo de Bombeiros e os militares foram até o local. 

bombeiros

A Defesa Civil também registrou risco de transbordamento dos córregos Vilarinho, em Venda Nova, Ressaca, no Castelo, Sarandi, na Pampulha, e Tirol, no Barreiro. Na regional Oeste, um muro caiu, mas, de acordo com o órgão, não houve vítimas.

 

Chuvas acima do esperado 

De acordo com a Defesa Civil, nas regiões Barreiro e Oeste as chuvas - medidas do início do mês até as 7 horas deste domingo - ultrapassaram a média histórica do período, que é de 163,5 mm. No Barreiro foram registrados 182,9 mm (112%), e na zona Oeste 181,6 mm (111%). Veja o acumulado de chuva, em milímetros, por regional durante o temporal desta madrugada (das 23h às 7h):

BARREIRO - 91,6
OESTE - 89,4
NOROESTE - 55,4  
VENDA NOVA - 55,2
PAMPULHA - 51,2 
CENTRO-SUL - 50,7
NORDESTE - 44,2
NORTE - 41 
LESTE - 35