A mineradora Vale concluiu o trabalho de descaracterização do dique 5 da barragem Pontal, em Itabira, na região Central de Minas. Com isso, o local deixou de ser uma barragem a montante e não exerce mais a função de armazenamento de rejeitos.

Desde 2019, a empresa se comprometeu a eliminar todas as barragens a montante no Brasil dentro do menor prazo possível. A partir de então, foram sete estruturas descaracterizadas no país, sendo quatro em Minas Gerais e três no Pará. A ação mais recente foi na barragem Fernandinho, em Nova Lima, na Região Metropolitana de BH.

 

Infografia sobre barragem a montante

 

De acordo com a mineradora, "outras 23 estruturas, todas em Minas Gerais, terão suas características a montante eliminadas. Os projetos estão com ações em andamento e são acompanhados pelos órgãos reguladores, Ministério Público e auditorias técnicas independentes".

A obra na barragem de Itabira ainda será avaliada pelos órgãos competentes. O Programa de Descaracterização da Vale defende uma abordagem "mais transparente e segura" na gestão das barragens. O cronograma de ações e demais informações sobre a gestão das estruturas estão disponíveis em tempo real no site da empresa.

 

Leia mais:
Até esta segunda, 99% dos beneficiários do Auxílio Emergencial Mineiro já receberam pagamento
Governo de Minas impõe 10 anos de sigilo em trechos de acordo com a Andrade Gutierrez