O embarque de passageiros no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitana, mudou nesta terça-feira (9), com o início de uma nova etapa de reformas. Com as obras de modernização do setor mais antigo, o funcionamento passa a ser feito exclusivamente no terminal 2, entre os portões 7 e 30. 

De acordo com a BH Airport, concessionária que administra o aeroporto, a previsão de conclusão desta etapa de obras é de 14 meses. A partir desta terça, o canal de inspeção passará a funcionar no primeiro pavimento, próximo à Polícia Federal. 

O novo projeto arquitetônico do aeroporto fará alterações na disposição das lojas e na estrutura da sala de embarque, das áreas dos canais de inspeção e de embarque e desembarque. O custo total das obras gira em torno do R$ 100 milhões.

De acordo com gestor de Desenvolvimento Aeroportuário da BH Airport, Gustavo Anfra, o projeto busca ressaltar a identidade do Estado no prédio. “A ideia desse novo conceito é trazer para o terminal uma matriz conceitual com o lema ‘De Minas para o Mundo’. O intuito é que a arquitetura se caracterize como um meio potente de identificação e valorização da história e da cultura mineira”, explica.

Leia mais:
Com redução de casos, leitos de UTI Covid começam a dar lugar a enfermaria em hospital do Ipsemg
Governo de Minas começa a quitar nesta semana dívida de R$ 2,25 milhões com catadores de recicláveis