Quem passa pela porta da prefeitura de Belo Horizonte, na avenida Afonso Pena, região Central da cidade, tem percebido que o característico relógio no topo do prédio está sem ponteiros há mais de um mês.

De acordo com a prefeitura, a ausência das estruturas é temporária e está próxima da solução. O órgão explicou que os ponteiros das quatro faces do relógio foram retirados em 30 de setembro deste ano para restauração das peças e maquinário.

A obra foi anunciada na modalidade pregão em março deste ano, e vencida por uma empresa do Rio de Janeiro, conforme a PBH. O serviço já está em execução, e deve ser concluído até 29 de novembro. 

Além disso, a mesma empresa, após a entrega da obra com aceite técnico, ficará responsável pela manutenção do relógio por mais um ano, conforme contrato assinado. 

Inaugurado em 21 de outubro de 1937 e tombado pela Lei Orgânica do Município em 21 de março de 1990, o prédio tem projeto assinado oficialmente pelo arquiteto Luiz Signorelli. Além do destaque para as três figuras de Atlantis próximas à entrada principal, o prédio é marcado pelo relógio na parte mais alta, cerca de 36 metros acima do chão. No total, o edifício tem 28 salões e 19 gabinetes.

Leia mais:
Velórios em cemitérios municipais serão retomados em BH a partir da próxima semana
Defesa Civil de BH emite alerta para pancadas de chuva de até 30 mm nesta terça-feira