Uma quadrilha suspeita de tráfico internacional de drogas, com atuação em Montes Claros, no Norte de Minas, foi presa no Paraguai na madrugada deste sábado (23). A operação foi coordenada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), com auxílio da Polícia Nacional do Paraguai e Polícia Federal brasileira.

Ao todo, foram sete pessoas presas, seis homens e uma mulher, todos brasileiros. Dois dos detidos são considerados líderes do tráfico no Norte de Minas. Além disso, segundo a PCMG, o grupo ordenou seis assassinatos motivados por disputas de pontos de venda de drogas e vingança em Montes Claros.

Armamento pesado

Além das prisões, a operação desencadeada na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, também apreendeu várias armas de fogo de grosso calibre. Com os suspeitos foram encontrados dois fuzis AK-47, um fuzil M4, uma pistola Glock G17, diversas munições, equipamentos de rádio, celulares, dois veículos e grande quantidade em dinheiro brasileiro - valor não informado.

Os presos foram autuados por tráfico internacional e porte ilegal de arma de fogo, sendo encaminhados à Delegacia da Polícia Federal, em Foz do Iguaçu (PR).

Leia também:
Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante pandemia
197 cidades estão sob alerta de tempestade em Minas; veja quais