O Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, realizada neste sábado (16) em Belo Horizonte, é uma “oportunidade ímpar” de prevenção de doenças graves em crianças e adolescentes de até 14 anos. A perspectiva é do secretário Municipal de Saúde da capital, Jackson Machado. 

Nesta manhã, o titular da pasta esteve no Centro de Saúde Santa Maria, na região Oeste de BH, e considerou que a cobertura vacinal da capital está aquém do desejado. 

“É preciso prevenir contra doenças que são potencialmente muito graves, como meningite, diversas pneumonias e infecção por HPV, por exemplo, que podem ser prevenidas com medidas simples de vacinação. E a nossa cobertura está muito aquém daquilo que gostaríamos. Então é importante que essas enfermidades que estão erradicadas, como a poliomielite, continuem sem aparecer”, disse. 

Por aqui, todos os centros de saúde estarão aptos a receber usuários até às 17h. A campanha segue até 29 de outubro. “Hoje é um dia de atualização do cartão que permite que essas pessoas possam se proteger”, concluiu. 

Pandemia de Covid-19

Durante os períodos de pico da pandemia de Covid-19 e com as medidas mais duras por conta do isolamento, a cobertura vacinal de outros imunizastes em BH foi ainda mais impactada. 

Ainda de acordo com Jackson, porém, naquele momento, era importante afastar as pessoas de locais com alta possibilidade de contágio. 

“A pandemia certamente atrapalhou, mas de uma certa forma, foi desejável porque a gente queria afastar as pessoas. Mas com os indicadores atuais, já está na hora de retomar essas atividades. E quanto mais jovens forem vacinados, melhor”, finalizou. 

Atualização do cartão de vacina

A apresentação do cartão de vacina pelos pais ou responsáveis é imprescindível no momento da aplicação. Segundo a PBH, a necessidade de deve para conferência das doses aplicadas e atualização dos processos atrasados. 

Estão disponíveis os imunizantes BCG, Rotavírus, Meningocócia C, Pneumocócica 10, Hepatite B, Pentavalente, Pólio Inativada, Pólio Oral, Meningo C, Febre Amarela, Hepatite A, DTP, Varicela, Meningocócica ACWY, HPV, Tríplice Viral, Dupla Adulto, Tríplice Bacteriana Adulto e Gripe.

Segundo a prefeitura, o uso de máscara segue obrigatório para todos que forem às unidades de saúde. A excessão se dá para crianças menores de 2 anos.

Leia também:
Minas promove Dia D da campanha de multivacinação neste sábado; 18 imunizantes estão disponíveis
Pais aproveitam Dia D da campanha de multivacinação para garantir imunização dos filhos em BH