A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte divulgou o cronograma de vacinação contra Covid-19 da próxima semana. Nesta segunda-feira (11) será aplicada a segunda dose da AstraZeneca para pessoas de 39 e 40 anos.

Segundo a prefeitura, só poderão receber a segunda dose quem tiver retorno agendado, no cartão de vacinação, até 18 de outubro. Junto da caderneta é preciso apresentar também documento de identidade, CPF e comprovante de residência na capital mineira.

Devido ao feriado de Nossa Senhora Aparecida, nesta terça-feira (12) não haverá campanha de vacinação. O atendimento retornará na quarta-feira (13), quando será dada dose de reforço para moradores de 18 a 49 anos com alto grau de imunossupressão. São pessoas que sofrem de imunodeficiência primária grave, transplantados, soropositivos para HIV, pacientes em hemodiálise, dentre outras condições.

Para ter direito à dose extra, é preciso completar o intervalo de 28 dias da aplicação da segunda dose. Ainda na quarta-feira, será aplicado o reforço em idosos de 73 e 74 anos.

Na quinta-feira (14) será a vez de pessoas de 70 a 72 anos receberem a terceira dose. Já na sexta-feira (15), os profissionais da Saúde tomam o reforço.

Para esse grupo, a idade mínima é de 50 anos, completos até 31 de outubro. Vale lembrar que a terceira dose do imunizante para idosos e profissionais de Saúde só poderá ser aplicada após concluído o prazo de seis meses e 15 dias, desde a última dose.

Locais de vacinação:

- UFMG Campus Saúde (Escola de Enfermagem): avenida Professor Alfredo Balena, 190 - Santa Efigênia – Funcionamento das 12h às 20h;

- Faculdade Pitágoras: rua dos Timbiras, 1.375 - Funcionários – Funcionamento das 8h às 20h;

- UNA-BH: rua Aimorés, 1.451 - Lourdes – Funcionamento das 8h às 20h;

- Faminas-BH: avenida Cristiano Machado, 12.001 - Vila Clóris – Funcionamento das 8h às 20h.

Leia Mais:
EUA vão aceitar CoronaVac para entrada de visitantes estrangeiros
Minas registra 40 mortes pela Covid-19 e 2.128 casos da doença em 24h
'Um alívio', comemoram adolescentes de 12 anos após primeira dose contra a Covid-19 em BH