O projeto de lei que libera R$ 2,8 bilhões para obras de ampliação do metrô em Belo Horizonte deve ser votado na próxima semana. O PLN 15/2021 está na pauta do Congresso Nacional para esta segunda-feira (27).

O documento, de autoria do Executivo, abre crédito especial no orçamento de 2021 para a revitalização da linha 1 do metrô de BH, e a construção da linha 2, que ligaria a região do Barreiro ao bairro Calafate. Também estão previstos recursos para a cisão da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que deve ser estadualizada e depois concedida à iniciativa privada.

Além dessa verba, que vem de recursos federais, o Governo de Minas deve receber outros R$ 400 milhões. O valor está previsto no acordo da Vale, firmado com a mineradora em decorrência do rompimento da barragem em Brumadinho, em janeiro de 2019. 

Para ser aprovado, o projeto precisa do voto favorável da maioria na sessão conjunta da Câmara e do Senado, com quórum mínimo de 41 senadores e 257 deputados. A verba, segundo o governador Romeu Zema, já está reservada no orçamento federal. 

Leia mais:
Presidente da Copasa não vê risco de desabastecimento no Estado
BH vai repassar R$ 76 milhões à Santa Casa para manter leitos abertos na pandemia