O número médio de transmissão por infectado voltou a aumentar em Belo Horizonte e saltou de 1,07 para 1,08, o que indica aceleração da contaminação do novo coronavírus. A informação está no boletim epidemiológico da prefeitura divulgado nesta terça-feira (21). A taxa é a única que segue em nível de alerta amarelo.

O índice indica que cada 100 pessoas contaminadas transmitem a doença para outras 108.

Já a ocupação de leitos de terapia intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com Covid-19 caiu 2,4 pontos percentuais e atingiu 46,8%. O indicador continua em nível verde, de controle, assim como a taxa de ocupação de leitos de enfermaria, que apresentou uma ligeira alta e passou de 27,3% para 28,8%.

Na cidade, 281.343 pessoas já testaram positivo para Covid desde o início da pandemia e 6.670 morreram em decorrência da doença.

Vacinação

Até o momento, 1.940.816 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, o que corresponde a 82,3% do público-alvo. Dessas, 1.136.051 receberam a segunda dose, o que corresponde a 49,2%. Outras 59.237 pessoas tomaram a dose única, da Janssen e outras 18.395 tomaram o reforço na capital mineira.

Além disso, Belo Horizonte anunciou nesta terça-feira (21) que começa a vacinar, na próxima semana, os adolescentes de 17 anos, completos até 30 de setembro, sem comorbidades. Também serão convocadas pessoas que devem completar o esquema vacinal com a segunda dose e idosos que devem receber a dose de reforço.

Veja o cronograma de vacinação para cada grupo.

Leia Mais:
Com temperatura acima de 40ºC, Minas tem o dia mais quente do ano; BH também tem recorde com 36,4°C
Instituto Nacional de Meteorologia prevê chuvas e temperaturas irregulares devido a La Niña