Um incêndio de grandes proporções em vegetação, iniciado após um carro pegar fogo, na BR-381, assustou motoristas e moradores de Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na noite desse sábado (18). As chamas foram controladas pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com a corporação, o fogo teve início após a pane elétrica de um veículo, que estava parado às margens da rodovia. As chamas destruíram o carro, e se alastraram para uma área de mata, por volta das 18h. O condutor do automóvel não se feriu.

Os militares foram para o local e constataram que o carro estava totalmente queimado. Eles iniciaram o combate ao fogo na vegetação. Após cerca de cinco horas de trabalho, os focos foram debelados.

Também nesse sábado, outro ponto de fogo teve início durante a tarde e atingiu a copa de árvores com vegetação densa e de difícil acesso no bairro Borba Gato, em Sabará, na Grande BH. As equipes combateram as chamas até as 23 horas, quando o risco para residências foi extinto. Apesar disso, as chamas retornaram no fim da manhã deste domingo (19), e os militares retornaram para o local.

No mesmo bairro, ainda segundo os Bombeiros, um outro incêndio, iniciado na segunda-feira (13), foi controlado e extinto três dias depois, na quinta-feira. Os militares orientaram a população a acioná-los novamente caso haja nova necessidade.

Um incêndio iniciado nesse sábado (18) na zona rural de Gameleiras, no Norte de Minas, também foi controlado pelos Bombeiros. As chamas começaram às 5h30 e foram debeladas por volta das 15h. Nenhuma residência foi atingida.

Neste domingo, os agentes combatem um incêndio em mata no bairro Bom Destino, em Santa Luzia, na Grande BH. Segundo os militares, não há risco para residências, mas alguns animais silvestres estão deixando a área florestal devido ao fogo. Aparentemente, conforme a corporação, os bichos não estão feridos. A quantidade e as espécies não foram divulgadas.

Incêndios

Após uma semana com mais de uma centena de incêndios em Minas, o Corpo de Bombeiros informou que, neste domingo (19), não há casos de destaque no Estado. Segundo a corporação, há apenas alguns casos em lotes vagos ou áreas rurais com vegetação aberta e sem riscos para residências.

Assim, os principais incêndios da semana foram controlados. Na Serra da Moeda, na Grande BH, as chamas - iniciadas na quarta-feira (15) - foram completamente debeladas na tarde desse sábado (18). No local, havia chance do fogo atingir propriedades da região. Houve integração entre Bombeiros, brigadistas e voluntários no trabalho. Ninguém se feriu.

Em Rio Acima, na mesma região, o incêndio na mata da Vale foi encerrado na sexta (17), por volta das 19 horas. Seis militares e 10 brigadistas empenharam esforços. Cerca de 353 hectares foram queimados. Na Serra da Farofa, em Brumadinho (Grande BH), o incêndio que ameaçava atingir o Instituto Inhotim, foi controlado na quinta-feira (16). Os brigadistas da região seguem monitorando a área.

Leia mais:
Projeto da Uerj quer medir carga de coronavírus no ar em tempo real
Pesquisadores criam algoritmo para analisar ressonância magnética
Falha na transmissão de Furnas deixou mais de 60 cidades mineiras no escuro