O ex-presidente da BHTrans, e atual assessor da presidência da empresa, Célio Freitas Bouzada, foi exonaerado do cargo nesta sexta-feira (17). De acordo com o texto publicado no Diário Oficial do Município, a liberação foi pedida por ele.

O Gerente de Programação e Redes de Transporte da autarquia, Sérgio Luís Ribeiro de Carvalho, também foi exonerado, assim como o assessor da presidência Marcelo Fernandes Bernardino. A função de gerência passa a ser exercida por Thiago Henrique de Oliveira Faustino.

As exonerações acontecem em meio à CPI que investiga irregularidades na gestão da BHTrans. Célio Freitas Bouzada foi presidente da empresa entre 2017 e 2020, e teve o nome citado na comissão como um dos responsáveis no processo de favorecimento das empresas na compra antecipada de vale-transporte.

Em julho, a CPI aprovou a quebra do sigilo telefônico, bancário e fiscal do agora ex-membro da BHTrans.

O Hoje em Dia entrou em contato com a empresa que administra o transporte público em BH e aguarda resposta sobre o caso.

Leia mais:
Taxa de transmissão do coronavírus chega a 1,04 em BH; capital tem nível de alerta amarelo
Cadastro escolar na rede municipal de BH termina nesta sexta; saiba como proceder