A taxa de transmissão do novo coronavírus caiu de 0,91 para 0,87 em Belo Horizonte, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta quarta-feira (8). Pelo novo indicador, cada grupo de 100 pessoas contaminadas na cidade transmite o vírus para outras 87.

O índice está em queda e no nível verde, o que significa a desaceleração da transmissão da doença na capital mineira. 

Outro indicador da pandemia, a ocupação de leitos de terapia intensiva também reduziu, passando de 46,9% na última segunda-feira (6) para os atuais 45,1%.

Já a lotação das enfermarias aumentou no mesmo período e alcançou 31,9%, ante 30,2% do informe anterior.

Até agora, a cidade tem 276,1 mil casos confirmados de contaminação pelo coronavírus e 6.576 mortes provocadas pela doença.

Vacinação

O número de pessoas que tomaram a primeira dose contra a Covid-19 no município chegou a 1.913.814, o que corresponde a 84% da população.

Dessas, 1.002.615 receberam das duas doses do imunizante e 58.990 a dose única, da Janssen. O total de pessoas protegidas contra a Covid-19 na cidade corresponde a 45,2%.

E nesta quinta-feira (29), a PBH anunciou que vai começar o reforço da imunização contra a Covid-19 em idosos de 86 a 88 anos nos dias 9 e 10 de setembro. Esse grupo foi vacinado com Coronavac, com a primeira dose em fevereiro e a segunda dose em março.

Poderão se vacinar, inicialmente, os idosos nesta faixa etária que tomaram a segunda dose há mais de seis meses.

Leia Mais:
Anvisa aprova medicamento para tratamento da Covid-19
Minas recebe mais de 280 mil doses de vacinas da Pfizer nesta quarta-feira
Pagode 'clandestino' em Rio Acima, na Grande BH, termina com oito presos