Belo Horizonte registrou a temperatura mais alta do ano, na tarde desta segunda-feira (6), atingindo 35°C na estação da Pampulha, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

O recorde anterior foi registrado na estação Santo Agostinho, na tarde de domingo (5), quando os termômetros marcaram 33,2°C.

Esse calor intenso e em pleno inverno é provocado por uma massa de ar seco que prevalece sobre Minas Gerais e vai elevar as temperaturas em todo o Estado ao longo desta semana.

Ainda de acordo com o Inmet, nesta terça, feriado de 7 de Setembro, a previsão é de céu com muitas nuvens, o que deve aliviar um pouco o tempo quente. As temperaturas devem variar entre 20°C e 30°C, com umidade relativa do ar em torno de 40%. Já na quarta-feira (8) Os termômetros voltam a subir e podem atingir os 32°C.

Tempo seco

A forte massa de ar seco e quente e a falta de chuva devem fazer a umidade do ar atingir índices críticos, abaixo dos 30%, em Belo Horizonte, até o final da semana que vem. Por isso, a Defesa Civil emitiu um alerta de atenção no último sábado (4).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade relativa do ar ideal para saúde é entre 50% e 80%.

O ar tão seco pode desencadear diversos problemas de saúde, como complicações alérgicas e respiratórias, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele, irritação dos olhos, entre outros. 

Durante esse período, os especialistas recomendam beber bastante água; usar soro fisiológico para umidificar olhos e narinas; evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h; umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água e permanecer em locais protegidos do sol, sempre que possível.

Leia Mais:
Bar Santo Boteco é interditado pela Defesa Civil de BH por risco de desmoronamento
Ocupação de leitos de UTI sobe BH, mas indicadores da Covid-19 seguem estáveis